GP da Espanha – Resultados e análise

Não adianta, mesmo com a asa móvel (DRS) a pista de Barcelona não é muito amiga das ultrapassagens. Ok, nessa corrida houve muito mais ultrapassagens do que na do ano passado, mas isso se deu pelos diferentes estágios de desgaste dos diferentes tipos de pneus usados, não por causa da pista em si, muito menos por causa da asa móvel que que pouco ou nada ajudou dessa vez.

Sobre a corrida em si fica claro que a Red Bull continua reinando absoluta, mas que a McLaren está chegando e quando os austríacos vacilam os ingleses estão no encalço. Nesse corrida por exemplo, sem o KERS funcionando no final, Vettel ficou todo o fim da corrida na alça de mira de Hamilton. Já Button fez uma boa acorrida se recuperando de uma largada ruim, usando a cabeça e sendo arrojado apenas quando necessario, para poupar pneus e Webber, o pole, sucumbiu, dando mostras que não deverá incomodar Vettel na disputa pelo título. Se continuar assim, “discreto”, periga não ter seu contrato renovado.
A Ferrari, que liderou até o 1º pit-stop com Alonso, terminou uma volta atrás e Massa abandonando quando ja era em 11º. Terão que remar muito se quiserem não passar mais perrengue. Tudo culpa dos penus duros. Mas são duros para todos, que se virem, pois. Alonso fez o que podia e Massa entra pro time dos “discretos”, o que ruim. A verdade é que ele não parece se sentir estimulado na equipe. Saia daí, eu lhe digo, será melhor. Stefano Domenicali está com seu saquinho de desculpas no fim e logo Montezemolo poderá chamá-lo na xinxa. Deve estar com uma coceirinha na região do pescoço…

Mercedes evoluiu, tendo feito uma boa corrida com Schumacher largando de 10º para 6º na primeira volta e la chegando. Rosberg, que perdeu posições na largada, acompanhou e embora em alguns momentos parecesse mais rápido, não conseguiu passar. Sauber, conseguindo competentemente poupar pneus, mostrou que continua com carro para beliscar os pontos e Renault não mostra mais a força das 2 primeiras corridas, embora sejam ainda uma equipe a ser respeitada. Na corrida Petrov caiu fora dos Top 10 e Heidfeld, saindo de último chegou num meritório 9º.
Depois vieram as Force-Índia e as Toro Rosso, mostrando que não tem nenhum grande carro para tentar “pulos do gato”. A Williams continua mais perdida que cego em tiroteio. Maldonado, que largou entre os 10 primeiros chegou em 15º sem cometer erros, portanto pesa no carro a culpa dessa queda. Barrichello que com problemas de cambio largou em 19º, chegou em um discretíssimo 17º, pois além de tudo teve um péssimo pit-stop de 12 segundos (a média é entre 3 e 4). Ao fim da corrida explicou que esses pneus novos privilegiam os melhores carros, pois eles poupam melhor a borracha, e como os melhores carros estão nas equipes mais ricas, já viu né, “o cima sobe e o de baixo desce”.

Quem teve uma corrida melhor e chegou a figurar bem no pelotão intermediário foi a Lotus, e com seus dois carros, mas no fim Kovalainen bateu e Trulli chegou em 18º, mas fica a impressão que estão se descolando da Virgin, que já começa a ser superada pelas Hispânia.
 

Pos. Piloto Equipe Tempo
1. Sebastian Vettel Red Bull 1:39:03.301
2. Lewis Hamilton McLaren +0.630
3. Jenson Button McLaren +35.697
4. Mark Webber Red Bull +47.966
5. Fernando Alonso Ferrari +1 Volta
6. Michael Schumacher Mercedes Grand Prix +1 Volta
7. Nico Rosberg Mercedes Grand Prix +1 Volta
8. Nick Heidfeld Renault +1 Volta
9. Sergio Perez Sauber +1 Volta
10. Kamui Kobayashi Sauber +1 Volta
11. Vitaly Petrov Renault +1 Volta
12. Paul di Resta Force India F1 +1 Volta
13. Adrian Sutil Force India F1 +1 Volta
14. Sebastien Buemi Scuderia Toro Rosso +1 Volta
15. Pastor Maldonado Williams +1 Volta
16. Jaime Alguersuari Scuderia Toro Rosso +2 Voltas
17. Rubens Barrichello Williams +2 Voltas
18. Jarno Trulli Lotus F1 +2 Voltas
19. Timo Glock Virgin Racing +3 Voltas
20. Jerome d` Ambrosio Virgin Racing +4 Voltas
21. Narain Karthikeyan HRT F1 Team +5 Voltas
Não terminaram
22. Felipe Massa Ferrari +8 Voltas
23. Heikki Kovalainen Lotus F1 +18 Voltas
24. Vitantonio Liuzzi HRT F1 Team +38 Voltas
Anúncios
Esse post foi publicado em Felipe Massa, Ferrari, GP da Espanha, Mclaren, Red Bull, Rubens Barrichello, Williams. Bookmark o link permanente.

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s