GP da Bélgica – resultados e análise "equipe-por-equipe"

Mais uma corrida muito boa, com vários pegas disputados, ultrapassagens e algumas batidas, nenhuma com gravidade em uma prova bastante disputada. Vamos à tradicional análise “equipe-por-equipe”:

Red Bull: Demonstrou que continua com o melhor carro, mesmo sem as sobras do começo do ano. Vettel fez uma corrida correta, ultrapassando rivais quando precisou e sendo ultrapassado quando sabia que não faria sentido brigar. Usou a cabeça e soube manter-se forte mesmo com as bolhas nos pneus macios, problema que também afligiu outras equipes. Webber, que se deu mal na largada, se recuperou muito bem e chegou no segundo lugar por méritos próprios, fechando um fim de semana perfeito para a equipe que já tá com uma mão e meia nas taças de pilotos e construtores.

McLaren: Mais uma vez Button chegou ao pódio usando a cabeça, poupando pneus e sendo agressivo sem ser inconsequente, isso porque largou em 13º. Parece que realmente a McLaren se firma como segunda força que pode incomodar pontualmente as Red Bull. Hamilton bateu em Kobayashi porque errou, simples assim. Talvez se tivesse terminado seria ele o terceiro.

Ferrari: Parece que as férias não ajudaram a equipe a reduzir a distância para suas rivais diretas. Don Fernando, sempre eficiente, ficou com o possível quarto lugar e Felipe Massa apesar da boa primeira volta pra variar não conseguiu acompanhar o ritmo de seu companheiro de equipe e ficou empacado atrás de Rosberg, com isso todos chegavam neles e os passavam (como Alonso fez logo depois dessa foto à direita). Se colocar a culpa nos pneus, saibam que eram os mesmos do espanhol, então… Enfim, chegou num apagado 8º lugar. Ok, teve um pneu furado, mas mesmo assim creio que teria chegado em 6º ou 7º. A Ferrari ainda perde muito ritmo quando usa pneus mais duros.

Mercedes: Uma corrida realmente muito boa de Schumacher que saiu de 24º para 5º sem cometer erros e agressiva o tempo todo, sem se meter em confusão dessa vez. Rosberg que fez excelente largada acabou tendo que ceder posições por conta de seu carro não ter ritmo suficiente para sustentar-se à frente das rivais e ainda viu Schumacher lhe passar no finzinho.

Force Índia: Parece se firmar como quinta força do campeonato e aos pouco vai atrás de Sauber e quem sabe Renault no campeonato. Sutil fez boa corrida mas Di Resta, até comparando com seu comanheiro, deixou a desejar ficando atrás da mais lenta Williams de Maldonado.

Renault: As chances de Senna acabaram na largada quando, ainda sem experiência em largar na frente, errou o ponto de frenagem e bateu em Alguersuari (foto à esquerda). com isso despencou lá pra trás e ainda teve que trocar o bico, ficando em último. no fim soube se aproveitar dos abandonos e chegou a frente dos carros mais lentos. Petrov fez uma corrida razoável, mostrando que o carro da Renault é capaz de ser apenas mediano em condições normais.

Williams: Aproveitando-se dos abandonos de carros mais rápidos que o seu, Pastor Maldonado conseguiu marcar seu primeiro ponto na F1 e apesar de não contar com parte da asa dianteira passou Barrichello na pista. Parece que a Williams melhorou um tiquinho de nada. Sobre Barrichello, bem, ele caiu de 14º para 18º prejudicado com a confusão causada por Senna na largada, depois disso não estava muito bem nessa prova, onde não pode contar com o KERS na metade final dela, ficando sempre pressionado por Maldonado que acabou por passá-lo mesmo com a asa dianteira danificada. Na volta de seu 2º pit -stop saiu bem atrás de Rosberg e com isso seus rivais diretos se deram melhor nas trocas deles, assim caiu para 13º e ainda tocou em Kobayashi tendo que trocar o bico faltando 3 voltas, chegando em 16º. Uma corrida fraca pra quem precisa convencer a equipe a renovar seu contrato. De positivo pro brasileiro só o fato dele ter registrado a 3ª melhor volta no fim da prova.

Sauber: Outra equipe que já foi mais forte, viu Sérgio Perez ser punido por causar uma batida com Buemi (mas ele abandonou com problemas de suspensão voltas depois) e Kobayashi ser aguerrido por posições fora da zona de pontos e vitima de um encontrão com Hamilton (foto à direita). Com isso a Force Índia está apenas 3 pontos atrás e deve passá-los no próximo GP, o da Itália.

Toro Rosso: Mostrou que seus carros melhoraram e pontuar se torna cada vez mais comum, embora nesse GP nenhum de seus carros tenham terminado por terem sido abalroados. Alguersuari que largou em 6º viu sua corrida arruinada por Bruno Senna e deve esta bem aborrecido, ao passo que Buemi estava numa ascendente 11ª posição até Perez afundar sua asa traseira e causar seu abandono.

Lotus, Virgin e Hispânia:
La no fundão a Lotus sempre termina na frente, dessa vez ainda colocaram Barrichello pra trás, graças circunstâncialmente aos problemas no fim da corrida do brasileiro, é claro. Depois vieram em comboio as Virgin, mas com o novato e piloto da casa D´Ambrosio à frente e liuzzi fechou o pelotão já que Ricciardo abandonou com problemas mecânicos.

Clique nas imagens para ampliá-las

Veja o resultado final:

1. Sebastian VettelRed Bull-Renault 44 voltas 1hr 26m 44.893s
2. Mark WebberRed Bull-Renault +00m 03.7s
3. Jenson ButtonMcLaren-Mercedes +00m 09.6s
4. Fernando AlonsoFerrari-Ferrari +00m 13.0s
5. Michael SchumacherMercedes-Mercedes +00m 47.4s
6. Nico RosbergMercedes-Mercedes +00m 48.6s
7. Adrian SutilForce India-Mercedes +00m 59.7s
8. Felipe MassaFerrari-Ferrari +01m 06.0s
9. Vitaly PetrovRenault-Renault +01m 11.9s
10. Pastor Maldonado -a Williams-Cosworth +01m 17.6s
11. Paul di RestaForce India-Mercedes +01m 23.9s
12. Kamui KobayashiSauber-Ferrari +01m 31.9s
13. Bruno SennaRenault-Renault +01m 32.9s
14. Jarno Trulli – Lotus-Renault +1 volta
15. Heikki KovalainenLotus-Renault +1volta
16. Rubens BarrichelloWilliams-Cosworth +1 volta
17. Jerome d’AmbrosioVirgin-Cosworth +1 volta
18. Timo GlockVirgin-Cosworth +1 volta
19. Vitantonio LiuzziHRT-Cosworth +1 volta

Não terminaram:

Sergio PerezSauber-Ferrari 27 voltas
Daniel RicciardoHRT-Cosworth 13 voltas
Lewis HamiltonMcLaren-Mercedes 12 voltas
Sebastien BuemiToro Rosso-Ferrari 6 voltas
Jaime AlguersuariToro Rosso-Ferrari 0 voltas

Anúncios
Esse post foi publicado em análise, Bruno Senna, Felipe Massa, Ferrari, GP da Bélgica, Red Bull, resultados, Rubens Barrichello, Sebastian Vettel. Bookmark o link permanente.

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s