GP da Índia – Resultados e análise "equipe-por-equipe"

E deu Vettel de novo, numa corrida bem chatinha depois da metade e com parcos lances emocionantes durante a corrida toda. Mas a pista é boa, ainda que tenha proporcionado bem menos ultrapassagens que o esperado (e desejado) por todos.

Red Bull: Não vou nem perder meu tempo me aprofundando sobre a correta e controlada corrida do alemão, que sempre manteve Button sob controle. Ele mereceu a vitória, como mereceu o segundo título. Webber, com o mesmo carro campeão simplesmente não rende igual. Ele disse que perde rendimento no fim de cada trecho de uso de pneus…

McLaren: Como sempre o controlado mas cada vez mais agressivo (pelo menos nas defesas de posição) Jenson Button vai dando mostras que é de fato quem passa pela melhor fase na equipe inglesa. Superou Webber e manteve-se no encalço de Vettel o tempo todo, ainda que sem equipamento para realmente ameaçá-lo. Hamilton fazia uma corrida discreta, mas após a troca de pneus passou a encostar em Massa e quando ia passá-lo, teve a porta fechada (como ele mesmo já fizera com outros) e bateu, para desespero do “Mr. Bean”, convidado da equipe (2º vídeo abaixo). Dessa vez não vi culpa por parte de Lewis. Nem eu nem a FIA.

Ferrari: Com Alonso mais uma vez sendo o líder da equipe, atingir o pódio à frente de uma Red Bull é prova de quanto o espanhol tem valor. Fez o melhor que pode e foi bastante. Massa fazia sua corrida, que se não era nada de sensacional era boa, até fechar Hamilton… Na minha modesta opinião ele achou que Hamilton ia piscar primeiro e arrisco e não levou, assumindo um risco desnecessário quando sabia que inglês estava emparelhado com ele e deu no que deu: foi punido. Logo depois achou aquelas zebras que ele já sabia perigosas e escangalhou a suspensão do seu carro, abandonando a corrida. Com isso já está 129 pontos atrás de Alonso.

Mercedes: Depois de largar da 11ª posição Schumacher chegou num nada desprezível 5º, mostrando que ainda guarda consigo ao menos parte daquele piloto que assombrava os rivais, indicando que se tiver um carro melhor pode fazer a diferença, como o superado Rosberg que o diga, pois hoje terminou atrás do heptacampeão mesmo tendo largado em 7º.

Toro Rosso: Mesmo que Buemi tivesse terminado a corrida, provavelmente teria feito o que fez o tempo todo: comboiar Jaime Alguersuari sem ameaçá-lo. O Espanhol está numa ótima fase e graças à melhora do carro nas últimas etapas está marcando valiosos pontos para a equipe que agora já ultrapassou a Sauber e ameaça a Force Índia no campeonato de construtores.

Force Índia: Equipe que tenta rivalizar com a Toro Rosso em desempenho sem tanto êxito também viu um dos seus pilotos marcar pontos, o mais experiente e virtual dispensado Adrian Sutil. Di Resta fez uma corrida apagada e chegou longe da zona de pontos. É bom a equipe reagir se não quiser ver a Toro Rosso passar-lhe no campeonato de construtores.

Sauber: Em ritmo descendente em relação ao começo do ano, quando pontuava sempre, a equipe suíça tem perdido terreno para as rivais, tornado os pontos cada vez mais raros e mirrados, como o caso do único pontinho de Perez nesse GP. Kobayashi foi atingido por Barrichello logo na primeira volta, abandonado com o motor quebrado (não por causa da batida).

Renault: Outra equipe que caiu bastante em relação ao inicio do ano, deu uma pequena reajidinha nos últimos GP, mas mostra-se ainda muito irregular e com isso viu seus dois pilotos fora da zona de pontos de novo. Petrov ao menos chegou à frente de Senna, que ficou sem KERS logo depois de Buemi tê-lo ultrapassado o que o tornou sua vida mais dificil.

Lotus: Esse é o segundo post seguido que a equipe verde e amarela merece destaque em relação à turma do fundão. Ok, nesse caso é mais circunstâncial, pois ela só não terminou atrás da Williams de Barrichello porque o brasileiro perdeu muito tempo com aquela batida na primeira volta, mas mesmo virando bem mais devagar que Barrichello (amanhã coloco a comparação de voltas), Kovalainen soube aproveitar a oportunidade e chegou à frente.

Williams:
Em mais uma corrida terrível para a equipe inglesa, Maldonado abandonou com problemas no câmbio quando perseguia Bruno Senna. Barrichello teve sua corrida arruinada quando se viu espremido entre Maldonado, que abriu pra esquerda e freou para fazer a melhor tangência da curva, e Kamui Kobayashi, ficando sem espaço entre eles e pra frear. Foi acidente de corrida, é o risco que se corre quando se larga no meio do bolo. Depois de ter de andar devagar até trocar o bico, fez uma corrida em ritmo forte, mas com o carro da Williams precisaria de mais do que uma largada limpa para chegar nos pontos, já que os carros à sua frente eram mais rápidos.

Virgin e Hispânia:
Mais do mesmo: chegando no fundão fazendo figuração. Mas dessa vez o mérito fica por conta de Karthikeyan, que mesmo sem correr ha algum tempo chegou à frente de Ricciardo.

Resultado Final – GP da Índia de F1:
1º. Sebastian Vettel (Red Bull), 60 voltas
2º. Jenson Button (McLaren), a 8s4
3º. Fernando Alonso (Ferrari), a 24s3
4º. Mark Webber (Red Bull), a 25s5
5º. Michael Schumacher (Mercedes), a 1min05s4
6º. Nico Rosberg (Mercedes), a 1min06s8
7º. Lewis Hamilton (McLaren), a 1min20s1
8º. Jaime Alguersuari (Toro Rosso), a 1 volta
9º. Adrian Sutil (Force India), a 1 volta
10º. Sergio Pérez (Sauber), a 1 volta
11º. Vitaly Petrov (Renault), a 1 volta
12º. Bruno Senna (Renault), a 1 volta
13º. Paul di Resta (Force India), a 1 volta
14º. Heikki Kovalainen (Lotus), a 2 voltas
15º. Rubens Barrichello (Williams), a 2 voltas
16º. Jérôme D’Ambrosio (Virgin), a 3 voltas
17º. Narain Karthikeyan (Hispania), a 3 voltas
18º. Daniel Ricciardo (Hispania), a 3 voltas
19º. Jarno Trulli (Lotus), a 5 voltas
Não terminaram:
Felipe Massa (Ferrari), na volta 33 – suspensão
Sebastien Buemi (Toro Rosso), na volta 25  – motor
Pastor Maldonado (Williams), na volta 13 – câmbio
Timo Glock (Virgin), na volta 3 – motor
Kamui Kobayashi (Sauber), na volta 1 – motor

Anúncios
Esse post foi publicado em análise, corrida, Felipe Massa, GP da Índia, resultados, Rubens Barrichello, Sauber. Bookmark o link permanente.

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s