O novo Fórmula de Bruno Senna

Bruno F-E

Bruno Senna, assim como Lucas di Grassi e vários outros ex-pilotos da Fórmula 1 vai pilotar esse ano pela nova categoria elétrica da FIA, a Fórmula E, o carro roda com um motor elétrico que pode alcançar até 270 cavalos de potência, o que para um carro elétrico e em tese leve é muita coisa.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Além disso o monoposto utiliza rodas e pneus esportivos de uso misto iguais aos dos carros de rua, o que significa que você pode ter exatamente o mesmo conjunto no seu carro, se quiser (e couber). E a primeira sessão de checagem coletiva da categoria foi essa semana, com os testes de fato se inciando em 3 de Julho na pista de Doninghton Park.

Enfim, essas são as primeiras imagens de Bruno Senna em sua nova casa desse ano,a equipe Indiana Mahindra, ao lado de seu ex-companheiro de Hispânia Karun Chandhok – lembrando que ele continua a competir em algumas etapas, como as 24 Horas de Le Mans, pela equipe Aston Martin de GT.

BrunoFE

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

6 respostas para O novo Fórmula de Bruno Senna

  1. Marcelo disse:

    Bruno Senna admitiu que não se animou em correr com carros de turismo(queria correr de monoposto), mas tinha que escolher justamente esse lixo de Formula E? Jamais trocaria aquele Aston Martin do WEC por esse carrinho de autorama!

    6 horas de São Paulo-2013
    Divisão LMGTE-PRO, a principal entre os carros de Grã-Turismo, equipe Aston Martin Racing.

    Carro: Aston Martin Vantage V8
    Motor: Aston Martin V8 4,5 litros
    Potência: 600 HP
    Pneus: Michelin
    Câmbio: Xtrac sequencial de 6 marchas
    Peso: 1.215 kg

    Se a vontade era correr de monoposto, o sobrinho tinha que batalhar pra voltar para a GP-2. Nem que levasse dez anos pra buscar do título, valeria a pena! Não sei se o regulamento mudou, mas até o ano passado os carros da GP-2 utilizavam chassi Dallara e motor Mecachrome feito pela Renault de 4.0L e 612 cavalos de potência!

    Coloquem pra largar no retão o Aston Martin, o carro da GP-2, e esse carrinho da Formula E!

    “Você não entendeu Marcelo a proposta da Formula E é outra”

    Já existe categoria de carrinho bate-bate-elétrico nos parques de diversão, não precisavam inventar a Formula E.

    Bruno disse que o automóvel elétrico é “interessante”, e que o mais esquisito é trocar as marchas sem escutar barulho de motor. Na verdade o sobrinho achou bem chato essa parte, ele só não falou com medo de ser “linchado” no meio, mas a merda já estava feita, agora só resta participar da categoria. Se estão reclamando da falta de barulho dos carros de F-1, imaginem nos carros da Formula E. Os torcedores nas arquibancadas vão broxar de desânimo. Até Stock-Car é mais interessante que essa F-E, barulho nos carros pode até diminuir, mas se FALTAR…adeus categoria!

    Formula E já nasceu morta…

  2. Marcelo disse:

    Fórmula E, ‘E’ de excluídos…dos pilotos que passaram pela Formula Um, nenhum chegou ao pódio, melhorzinho da lista é Sébastien Bourdais:

    Adrien Tambay (França)
    Alex Brundle (Grã-Bretanha)
    Ben Collins (Grã-Bretanha)
    Bruno Senna (Brasil)
    Christian Klien (Áustria)
    Christijan Albers (Holanda)
    Conor Daly (EUA)
    Daniel Abt (Alemanha)
    Franck Montagny (França)
    Jaime Alguersuari (Espanha)
    John R. Hildebrand Jr. (EUA)
    Karun Chandhok (Índia)
    Katherine Legge (Grã-Bretanha)
    Lucas di Grassi (Brasil)
    Ma Qing Hua (China)
    Marco Andretti (EUA)
    Narain Karthikeyan (Índia)
    Nicolas Minassian (França)
    Oriol Servia (Espanha)
    Robert Doornbos (Holanda)
    Sébastien Bourdais (França)
    Sebastien Buemi (Suíça)
    Takuma Sato (Japão)
    Vitantonio Liuzzi (Itália)

    Sébastien Bourdais:
    Campeão da Fórmula 3 francesa em 1999.
    Campeão da Fórmula Internacional 3000 em 2002.
    Tetracampeão na Champ-Car em 2004 , 2005 , 2006 , 2007.
    Poles-31
    Vitórias-31
    Pódios-44
    Segundo lugar na 24 Horas de Le Mans em 2011, classe LMP1, Team Peugeot Total.

    Em compensação, Bourdais tomou uma “sova” de Vettel na Toro-Rosso em 2008, o alemão foi 8º no mundial de pilotos e Bordais 17º. Em 16 de julho de 2009, a Toro Rosso anunciou oficialmente a demissão do francês, alegando que o piloto não correspondia as expectativas da equipe.

  3. geraldo bosco disse:

    achei palha o comentario.
    concordo com pouca coisa e admito que vc
    tem seus fundamentos, como o barulho, os motores eletricos e tal…

    Agora nao é a mesma coisa de DTM nem tao pouco F1. a filosofia aqui é outra. E a categoria nao ta sendo criada para ser comparada com as atuais principalmente com as de ponta como DTM e F1.

    agora o que mais achei errado em suas palavras foi seu comentário com os pilotos da F.E. primeiro chamar eles de excluidos, depois julgar os caras pelos resultados deles em F1. nao conheço todos os nomes, mas dos que conheço todos são nao bons, mas ótimos pilotos. a F1 privilegia poucos e é cruel com muitos. dos estrangeiros posso destacar o karthikeyan, ele é rápido e foi vencedor em toda as categorias que passou.

    e dos brasileiros. pra nao puxar saco do senna, vou falar do di grassi, di grassi é MUITO piloto. MUITO MESMO. a F1 nao deu oportunidade pra ele. mal teve 1 ano de equipe nanica. ele é MUITO BOM SIM. só nao teve oportunidade uma pena pensarem isso nao só dele, quanto dos demais pilotos ai. e a Formula E pra mim tem futuro sim. acho bacana a iniciativa da FIA. é algo novo e inovador.

  4. Repolho disse:

    Marcelo, você se acha o sabe tudo mas é um babaca

  5. Marcos Paulo disse:

    Quanta ignorância.

    A Formula E é uma categoria muito bacana que irá testar muitas tecnologias que potencialmente poderemos ter nas ruas. E só o fato de ter tantos nomes ligados a F1 já reforça a importância da categoria

    Um piloto chegar a F1 já é uma vitória sem preço. Não chegar a ganhar ou ser campeão depende de muitas coisas e não só de capacidade. Esses caras são profissionais. E estão lá para fazer o melhor trabalho possível.

    Você que está lendo, está no todo da sua profissão? Chegou perto de estar no topo da sua profissão? Esses caras chegaram lá. Quem é você pra julgar.

    Quanto a gosto de correr por monoposto ou turismo também vai do gosto de cada um. Para o Bruno, voltar para a GP2 seria ridículo. Ele já fez o que tinha de fazer lá. E foi muito bem.
    A Formula E é uma ótima opção para voltar aos monopostos.

    Ser o melhor na F1 não quer dizer que é o melhor piloto do mundo. Cada categoria tem suas particularidades. Loeb foi um Gênio, Valentino foi um Gênio. Fizeram muito mais do que um Senna da vida. Só que não tem uma máquina de mkt no apoio.

    A lista mostra pilotos de grande qualidade. O que pode garantir um ótimo campeonato.

    O mundo não vive só de F1

    Fico na torcida para que a categoria seja um sucesso.

    No final das contas, nós todos que só achamos legal escutar esses motores barulhentos (me incluo nisso) e a dinâmica de troca de marchas tb sem barulho, significa que somos um bando de dinossauros obsoletos.
    É o mesmo paralelo de achar menos gostoso ler num livro digital do que num físico.

    Daqui a uns anos será ridículo pensar em ver uma corrida de carros com esses motores a combustão. (como hoje é impensável ver uma corrida de motos com motores 2 tempo). Se o campeonato não der certo é porque foi lançado na hora errada.

    Ótimo post José

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s