GP da Hungria – A Corrida

HungriaNormalmente o GP da Hungria é chatinho, sem muitas ultrapassagens, onde quem larga na pole tem grandes chances de chegar à vitória e quem vem lá de trás dificilmente tem muito para fazer, mas graças a uma pista molhada no começo e às entradas do safety-car as coisas mudaram bastante e tivemos uma grande apresentação! Vamos agora à nossa tradicional “análise equipe-por-equipe” da corrida!

RED BULL: Mais uma vez Daniel Ricciardo é o único que consegue vencer na pista os carros da Mercedes, aliando sorte à muita competência e uma pilotagem sem erros, comprovando porque já é um dos nomes fortes dessa temporada. Sebastian Vettel não teve uma grande corrida. Largou em 2º e chegou em 7º graças à menor sorte (logo ela que sempre andou ao seu lado) com os safety-cars e a uma rodada no começo da reta que o fez perder tempo e posições.

Hungarian Grand Prix, Hungaroring 24-27 July 2014FERRARI: Parece que a equipe evoluiu um tiquinho, mas pode ter sido também as características da pista que os ajudou também, isso além de, é claro, as confusões da corrida. De qualquer modo Alonso e Kimi tiveram suas melhores corridas do ano. O espanhol mais uma vez soube aproveitar tudo o que pode das constantes mudanças de corrida e quase vence, ao passo que o finlandês ganhou 10 posições em relação à sua largada e só não passou Massa porque seu carro era visivelmente mais lento nas retas mesmo com o DRS acionado.

MERCEDES: Hamilton largou em último dos boxes (sim, ainda tinha Magnussen à sua frente), rodou logo na segunda curva, danificou o bico e ainda chegou ao pódio, o que mais precisa ser dito? Precisa ser dito que ele fez muito bem em ignorar as ordens para abrir para Rosberg, que certamente lhe custaria a posição no final da corrida. Rosberg largou na pole e chegou em 4º, colado em Hamilton mostrando como essa corrida foi bem movimentada e reiterando o acerto da desobediência de Hamilton. Depois vou escrever só sobre essa ordem de equipe.

HUNG3WILLIAMS: Seus dois pilotos se queixaram da escolha dos pneus médios para o trecho final da corrida, dizendo que com eles o carro simplesmente não rendia. A Williams assim pode ter desperdiçado a chance de tentar algo melhor em termos de pontuação e viu seu 3º lugar na tabela escorregar. Massa fez uma boa corrida, com uma largada conservadora e sem erros durante toda a prova, sendo mais feliz na hora do primeiro pit-stop do que Bottas, mas até nisso a Williams deixou a desejar: quando os 4 que entraram no box juntos naquela segunda bateria de paradas, Massa era 2º e saiu em 4º… Bottas também não se deu bem nessa corrida sofrendo do mesmo revés inicial de Ricciardo e Vettel mas sem se recuperar.

TORO ROSSO: Vergne fez uma belíssima prova, mostrando velocidade, combatividade e segurando Mercedes de Rosberg por várias voltas. No final, com tantas variáveis, não se deu tão bem, mas marcou lá seus pontinhos, diferente do novato Kvyat que não foi tão bem nessa prova desde a classificação.

HUNG5McLAREN: Button chegou a liderar! Ok, foi apenas por uma volta e com os pneus errados, mas ainda assim foi o highlight da equipe na corrida, que errou ao apostar na volta da chuva e o manteve na pista com pneus intermediários, tendo que parar e voltar em último. Magnussen, largando dos boxes como Hamilton, não teve a mesma estratégia, velocidade (e carro) para escalar o pelotão e chegou fora da zona de pontos. Assim a equipe continua em 6º na tabela colada na Force Índia.

SAUBER: por menos de 1 segundo Sutil não marca o primeiro pontinho da equipe… Mas circunstâncias a parte, parece que a Sauber começa a esboçar uma reação. Vamos ver em Spa se foi apenas por causa das características da pista ou se o carro realmente está evoluindo. Gutierrez chegou a estar ainda melhor posicionado, mas seu carro quebrou. Que fase…

Hungarian Grand Prix, Hungaroring 24-27 July 2014LOTUS: Grosjean errou, rodou e bateu logo no começo da prova ainda sob bandeira amarela pela igual bobeada de Ericsson. Será que ele chegaria aos pontos? Dificil saber, mas o carro preto não parece ter digerido muito bem o fim da suspensão com o sistema FRIC. Maldonado foi Maldonado! Bateu em Bianchi mesmo quando este lhe deu um caminhão de espaço para ser ultrapassado. Ao menos terminou a prova…

MARUSSIA e CATERHAM: Tirando o encontrão de Maldonado em Bianchi e o fato de amos os carros terem completado a prova nada a falar da equipe vermelha. Os verdes foram menso afortunados, com Ericsson batendo forte e causando o primeiro Safety-car e Kobayashi abandonado pouco depois…

HUNG4FORCE ÍNDIA: Dois abandonos por batida. O primeiro a sair num encontro com seu próprio companheiro foi Hulkenberg, quebrando seu carro e sua já longeva sequência de pontuações consecutivas num raro erro que ele mesmo admitiu. Perez, esse mais conhecido pelos seus excessos, também bateu após rodar sozinho na reta ao abusar da zebra molhada como Vettel faria com mais sorte pouco depois. Tiveram sorte em não perder a 5º posição na tabela para a também desafortunada McLaren.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1TAB

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

6 respostas para GP da Hungria – A Corrida

  1. Paulo Bala disse:

    Post ilegível usando o chrome!!!

  2. Pingback: Quer comprar a Ferrari do tri de Schumacher? | JOSEINACIO.COM

  3. Pingback: F1 na Globo continua mal… | JOSEINACIO.COM

  4. Ventura disse:

    AQui 10 pelo chrome… boa resenha, grato.

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s