F1 na Globo continua mal…

F1 globoPreocupada em estancar a sangria em seus índices de audiência nas manhãs de sábado, a Rede Globo passou a transmitir ao vivo somente a terceira e última parte da classificação da Fórmula 1 na sua grade (o Q3), algo que já antecipamos e comentamos AQUI, mas mesmo após as mudanças os resultados continuam sendo amplamente desfavoráveis para o canal e a categoria, veja o que a coluna do jornalista Flávio Ricco do UOL conta:

“A estratégia da programação da Globo em reduzir exibição do treino da Fórmula 1 não está diminuindo o estrago na sua audiência.  No sábado, entre 9h38 e 10h13, foi 3º lugar de audiência, 4,8, contra 7,2 da Record e 5,3 do SBT.  Terminada a exibição do treino, quase que imediatamente a “TV Globinho” reassumiu o primeiro lugar.”

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

F1 globo2Uma péssima notícia para quem gosta de automobilismo, pois comprova que os desenhos são sim muito mais interessantes para a maior parte das pessoas que assiste TV pela manhã… Vê-se portanto que se a Fórmula 1 perde cada vez mais espaço na mídia, é em parte porque o público atual não tem interesse em assistir esse tipo de transmissão.

É uma lástima, mas parece que cada vez mais a Fórmula 1 no Brasil vai seguindo o destino percorrido em muitos outros países: se tornar uma atração mais restrita ao seleto público que pode pagar os planos de TV a cabo.

E é esse um verdadeiro desafio que Bernie Ecclestone e as equipes tem que se concentrar: tornar a categoria mais atraente para a geração mais jovem que ainda não a conhece bem, pois aparentemente uma grande parcela do seu público tradicional está envelhecendo e diminuindo (não só no Brasil) e não está sendo reposto pelos mais novos…

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

48 respostas para F1 na Globo continua mal…

  1. Lucas Puppim disse:

    A F1 aproveita muito pouco a internet, que já é um tipo de mídia no qual o público escolhe o que quer ver, os interesses são muitos mais específicos, e os patrocinadores podem se aproveitar disso muito melhor

  2. A minha parte eu estou fazendo… meu filho de dois anos e meio assiste comigo os treinos e a corrida, torcendo e vibrando muito a cada ultrapassagem.

  3. Filipe disse:

    Por mim poderia acabar com essa palhaçada das propagandas de cigarros nao só na F1, mas em outras categorias, junta isso, com outras mídias, pode sim ao meu ver alavancar a audiencia de novo.

  4. Mura disse:

    Realmente esse é o problema do Bernie Ecclestone. É um velho muito teimoso em relação a internet e o público jovem tem a sua principal mídia a internet. O que se tem de oficial da F1 pra essa geração é o aplicativo para smartphones e mesmo assim é ruim e além disso, além de não ser gratuito, é caro… sem falar que os caras apagam qualquer vídeo relacionado a F1 no Youtube. É lamentável. Talvez haverá alguma melhora quando o Bernie sair do comando da F1 e alguém com uma visão mais ampla sobre o novo mercado atenda a essa prioridade, que será fundamental para cativar as novas gerações.

  5. José Santos disse:

    O que acontece hoje em dias as pessoas tem q trabalhar mais e não tem mais o sábado como dia de descanso por isso a audiência no Brasil diminuiu muito eu mesmo não tenho como assistir ao treino .

  6. Clayton Coutinho disse:

    Gostaria de ver F1 com outra transmissão, nem globo , nem sportv, uma ESPN ou a FOX no caso que tem os direitos, experimentar algo diferente , outras opiniões .. uma nova proposta.

  7. Clayton Coutinho disse:

    E no caso da SKY por exemplo ainda posso gravar e ver quando der , caso tenha uma compromisso.

  8. Netto Martins disse:

    Vários fatores ajudam nessa diminuição pelo gosto do brasileiro pela F1, primeiro pq o Brasil não tem bons representantes, aliado ao fato do Galvão Bueno querer destacar o “ex” piloto Felipe Massa é de deixar qualquer um irritado, aliado ao fato de que a própria F1 está em decadência, e em grande parte por querer “manipular” resultados e “fabricar” campeões mundiais.

  9. Michel disse:

    Acredito que a falta de interesse das gerações mais novas(pelo menos no Brasil) seja por não termos representantes competitivos

  10. henrik disse:

    Por isso eu não reclamo de a globo e o Galvão fiquem defendendo o Felipe, pois querendo ou não,massa precisa ver o Massa (OU UM BRASILEIRO QUALQUER) para querer assistir, para mim, o fato do Galvão preferir omitir os resultados do brasileiro é nada mais do que querer segurar a audiencia, não me senti ofendido com isso pois eu sempre procuro outras fontes e não a globo para me atualizar sobre o esporte, imaginem se o Galvão passa e meter o pau no Massa e na categoria,a F1 não passaria nem na SPORTV… Não sou defensor da globo mas acho que é uma situação normal uma empresa querer defender seus interesses e eles sabem que o massa faz parte disso, Infelizmente so tem ele agora que representa bem ou mal o Brasil e o povo que pouco intende da categoria precisa de um brazuca se dando bem para querer assistir..

  11. o povo estava acostumado com senna prost mansel e seus duelos, e pistas que eram dificil de passar.e a tecnologia tirou boa parte das habilidades dos pilotos, com carros que qualquer um hoje pode pilotar. com aposentadoria de muitos pilotos e morte vieram pilotos medianos e sem graça como vettel e rosberg. e o povo desitiu de acompanhar a f1.

  12. Jean disse:

    Honestamente, sim é de ter um público coxinha, que só quer ver F1, pra ficar ouvindo teminha da vitória e bandeirinha do Brasil, tem mesmo que ir pro canal fechado. Cansou já esta busca por seninhas… esses dados só comprovam que brasileiros não gostam de carro… gosta é de status.

  13. Se o Neymar estivesse na F1, eu tenho certeza que a audiência da Globo seria maior visto que, ela faz de tudo para que este jogador, seja o seu garoto propaganda da emissora por que ele gera “divisas” para a mesma. Bom gente, este só foi um desabafo pos Copa. Na minha opinião, tudo na vida é planejamento. Vejamos se alguns investimentos que agora estão sendo colocados pelo BB e a Petrobrás (e deveriam ser colocados por outros investidores) que não fossem do governo, no o apoio as categorias de acesso ao automobilismo no Brasil, tivesse sido feito após a trágica morte do Senna, a situação hoje seria outra. A Fórmula 1 hoje no Brasil, está falecendo aos poucos à partir de 1994 ou seja à 20 anos. Acreditamos após esta data que outros corajosos fossem fazer também a diferença nas pistas e isso não aconteceu e o que é pior, não vimos nada que pudéssemos apegar para o futuro do automobilismo no Brasil. Este esporte é muito caro e só quem tem “talento” e poder dos “patrocinadores”, fazem a diferença e conseguem um lugar ao “pódio” nesta categoria. Para quem acompanha a categoria a anos como eu e muitos outros apaixonados por este esporte, sabe da evolução que a categoria traz para os nosso carros atuais e é isso que eu friso. Se os empresários, governo, mídia explorar esta laguna investindo nos talentos que aqui existem, a situação seria outra. Teríamos vários outros pilotos em condições de brigar por um espaço em algum bólito da categoria e de rebarba, colocando as marcas que investiram nestes pilotos na mídia ou seja na tela da Globo. O retorno financeiro e da audiência será garantido com certeza.

  14. Michael Bockos disse:

    Uma pena. Acompanho a F1 desde os 8 anos de idade e me encantei pelo esporte vendo o segundo título do Hakkinen e a sequência de títulos do Schumacher. Felizmente posso continuar acompanhando porque sou assinante de tv a cabo mas fico triste por aqueles que não tem a mesma oportunidade.

  15. juancarlos1702 disse:

    Tenho 16 anos, acompanho a f1 desde que me conheço por gente, não por influência de alguém, mas sim porque é uma paixão que eu tenho. Hoje em dia é muito dificil eu encontrar um amigo que acompanha formula 1, porque infelizmente um esporte a motor chegou a ficar chato, sem emoção, de forma a não atrair os jovens e nem os adultos, que a um tempo atras estavam vidrados na tv assistindo um graande campeão, campeão qual deixava a audiencia em primeiro lugar de lavada tenho toda a certeza. O grande problema é que na f1 de hoje e dia não tem um piloto de destaque brasileiro, e é algo que todo brasileiro precisa para acompanhar um esporte, assim foi com outros esportes como tenis, mma e até o futebol que não enche as arquibancadas no camp. Brasileiro nem num classico, quando a era de um mito naque esporte acaba, nós desgostamos dele. Ouço muito minha mãe dizer, “você infelizmente ñ teve a oportunidade de ver o grande ayrton senna, ai tu ia ver oque é f1” ñ tiro a razão dela, sou um grande fã dele mesmo sem ter visto uma corrida dela ao vivo, mas parando para pensar, somente ayrton fez minha mãe assistir f1 dificilmente outra pessoa fará, somente um mito. E em relação a midia da f1 muito atrasada, as equipes estão a muito pouco tempo usando serviços como twitter, facebook, instagram, etc. Ela realmente está bem atrasada em relação a isso, fazendo com que a f1 fique distante do jovem, que hj assiste muito pouco a tv, e passam praticamente o dia inteiro conectado. Me enrolei bastante no texto mas ta ai oque eu acho

  16. Anônimo disse:

    O que acho é que a globo atirou no próprio pé, pois a audiência ficou baixa ,pois quem estava assistindo pela sportv não ia mudar de canal. Ainda mais que no sportv não rola intervalo entre os qualifyng.

  17. Ronaldo Azevedo Junior disse:

    A falta de um piloto, brasileiro, competitivo é a principal causa dessa baixa audiência…Muito complicado o público assistir uma corrida de F 1, sabendo que o Massa irá quebrar, bater, ser batido ou chegar no máximo em quarto, se os outros tiverem problemas, é claro!!!

    • A Globo sabe produzir ídolos, visto o que aconteceu com alguns jogadores da Alemanha e até mesmo o Messi. O problema é que o público que assiste e gosta de F1 é restrito e está ficando cada vez mais. Se a Globo elegesse um piloto…. não o Massa pra virar ídolo, com certeza teríamos novos fãs. Muita gente considera o Schumacher o melhor ( eu não ). Parte disso foi a mídia que fez ( sem desmerecer o valor dele como piloto )

  18. Concordo com o pessoal que mira a falta de um brasileiro casca grossa na categoria como fator responsável pela “queda” na audiência, pois eu não acredito em nada que a globo fala, um piloto de nome como Fittipaldi, Piquet e Senna certamente faria qualquer emissora a reprisar corridas durante a semana, não tenho dúvidas disso, pelo público rico e a força que a categoria possui no mundo inteiro, lamentável.

  19. maciel disse:

    Definitivamente brasileiro não gosta de esportes,gosta de ganhar,nosso país não tem incentivo ao automobilismo e ainda assim acham obrigação termos mais representantes num esporte de ponta como a f1.Quanto ao fato da f1 estar ficando impopular,acho que se deve ao fato de não estar tão presente na internet,podermos assistir as corridas,etc.Vamos ficar na torcida para Willians continuar evoluindo e o Felipe ter esperanças de lutar pelo campeonato ,que a próxima temporada nos traga essas esperanças….

  20. O problema é o formato de treino atual da F1, os carros ficam mais tempo nos boxes do que na pista, a questão de restrição de pneus é um tiro no coração da F1, quem gosta de F1 quer ver carros na pista o tempo todo. Outra questão é a chatice e mimimi atual, nada pode, ultrapassagem deve-se obrigatoriamente pedir “por favor”, quando acontece como sábado passado na Gp2 da Hungria ficamos maravilhados, Nasr e Palmer várias vezes lado a lado, roda a roda trocando de posições e no domingo o Ricciardo passando na raça somente dois dos melhores , Hamilton e Alonso. A F1 deve rever urgente suas formulas de treino e pensar menos em segurança, corridas devem ter emoção e infelizmente para ter emoção deve ter um pouco irresponsabilidade. Muitos pilotos atuais seriam meros participantes nas décadas 70 , 80 , 90 da F1….

  21. Eduardo disse:

    Existe um outro fator que não foi apontado, todos os programas hoje da TV aberta estão com audiência em baixa, o povo está migrando para a TV por assinatura pois lá tem material de melhor qualidade.

  22. Vitor Lobo disse:

    A audiência esta caindo pq o brasileiro não assisti a f1 pelo que ela é, ou seja pelo esporte, que é o automobilismo, eles só assistem se tiver um brasileiro ganhando vitorias e títulos. Eu sempre gostei de automobilismo, de carros, de motos, etc, e é por isso que eu nunca deixei de assistir a f1 e varias outras categorias f indy, nascar, motovelocidade, rally, etc, é logico q é bem melhor vc assistir a f1 com um brasileiro brigando por vitorias, mas acho q as pessoas tem que aprender a gostar desses esportes do jeito que eles são, tem que aprender a gostar de carros, de motos e não somente ver as corridas por causa das vitorias do brasil, eu torço pra vários outros pilotos pq eu gosto do esporte em si, mas infelizmente o povo brasileiro não é muito fã de carros, motos e corridas.

  23. Giovani Jardim disse:

    Leiam os comentários desses dois links abaixo, que José Inácio postou, sobre os números de audiência dos canais e iram entender o que o “povão” pensa sobre a F1. Retrata perfeitamente o que Inácio escreveu. Me chamaram a atenção os seguintes comentários:
    “mas ainda tem gente que assiste F-1?”
    “pow eu gosto do massa mas, não tem um piloto brasileiro disputando entre os primeiros… o massa em toda corrida acontece algo de errado com ele q até desanima acordar cedo p torcer p ele…”
    “é claro,na f1 não temos pilotos a altura,o que temos não ta com nada”.

    http://noticiasdatv.uol.com.br/noticia/audiencias/treino-da-formula-1-e-tv-globinho-deixam-globo-em-terceiro-lugar-3861

    http://noticiasdatv.uol.com.br/noticia/audiencias/formula-1-derruba-audiencia-da-globo-e-e-ultrapassada-pela-record-3678

  24. elias guerre de oliveira disse:

    Eu assisto todos os treino e as corrida e sou da formula 1,gosto muito do alonso

  25. Arnaldo da SIlva disse:

    uma palhaçada tirar o ícone do segundo maior esporte do Brasil só perde pro futebol, é lamentável passar por esse vexame trocar tv globinho por formula 1 é uma palhaçada muito grande.

  26. Max Aves disse:

    Acredito que dentre vário fatores podemos numerar alguns:
    Brasileiro é acostumado ou direcionado pela mídia a torcer apenas pelo resultado e não pelo contexto do esporte , e a fórmula 1 devido seu alto grau de sofisticação tecnológica e estratégia das corridas é necessária uma análise mais pormenorizada , então a falta deste ou aquele piloto brasileiro de ponta aliada a real falta de entendimento do esporte contribui para que hoje se perca o interesse ;

    Excesso de tecnologia que tirou o real trabalho de braço do piloto ,que foi fundamental até meados do anos 90 , essa artificialização de ultrapassagem de desgaste de pneu , asa móvel , fora as várias restrições de ultrapassagens e muitas muitas reclamações no rádio por parte do pilotos , jogos de equipas de forma escrachada, pilotos comportando-se como ”meninos mimados” pelo rádio em disputa de posição , falta de pistas desafiadoras e um carro muito eletrônico , reduzindo muito a importância do piloto( vettel seria tetra no anos70, 80 , 90?) , tirou lentamente o brilho da categoria…colorido dos cigarros faz falta…

    e por último a falta de interação com o público, o distanciamento , pilotos pouco carismáticos e muito comedidos , no politicamente correto ,bem diferente dos bate-bocas de outrora…

  27. GEcKoDriver disse:

    Já assisto online faz tempo. A Globo que se exploda (com Galvão junto).
    Quanto à disputa, confesso que antigamente era muito melhor. Como diz o Niki, hoje não são pilotos, são “motoristas de taxi”.

  28. Sergio Magalhães disse:

    Alô José Inacio,
    Isso tem uma explicação: o público fiel das transmissões, e acredito que a grande maioria destes possuem tv a cabo, claro, foram para o Sportv. Por isso o ibope da Globo caiu ainda mais. Porque quem estava assistindo desenho animado, mudou de canal, e quem gosta da Fórmula 1 foi para o Sportv.

    Esta estratégia da Globo, pra mim, foi mais um tiro no pé do que um acerto. Esse estrategista deve ser alguém da Williams que a Globo contratou.

    Um abraço!

  29. Anônimo disse:

    Brasil né, somente gostam do esporte quando tem brasileiro bem ou ganhando tudo, culpa da própria emissora que os viciou assim, o único esporte que vai mesmo é o futebol, não há o que fazer…nem o volei está com tanta moral, triste.

  30. Anônimo disse:

    Só aparece oq da dinheiro. Por isso q existe tanta visibilidade com o Neymar.
    Alem disso, a transmissao da Globo eh sempre na media. Assistam pela Sky Sports pela internet alguma vez e vejam a diferença. Procurem por “First row us” no Google e procurem todos os treinos. As corridas é um show a parte de transmissao.

    Abracos a todos.

  31. Bruno de Melo disse:

    Para mim, as pífias transmissões em TV aberta são responsáveis também pelo desinteresse. Para se gostar de um esporte é necessário, sobretudo, conhecê-lo. Eu não conheço um brasileiro que gosta de Futebol Americano, por exemplo, sem antes ter aprendido bem suas regras, táticas, estratégias e lógicas. Depois, aí passa a conhecer melhor os jogadores, começam a criar seus preferidos e ídolos. Aí a coisa ganha graça. As transmissões em TV aberta, e também boa parte na TV fechada, não fazem nada disso. É um festival de achismos, mas o pior de tudo é o ufanismo. Nós aprendemos, principalmente com a forma do sr. Galvão Bueno de narrar e do estilo Globo de cobrir as coisas, que o importante é o brasileiro vencer, que sempre o BRASIL é o melhor, que o outro é ruim, que. Hamilton é um irresponsável, que Massa não é pior que Alonso, a culpa é dos pneus, que Shumacher só ganhava de Rubinho porque era privilegiado etc, etc e etc. Isso para mim deu certo enquanto houveram Emersons, Piquets, Sennas. Quando não os temos, a F1 passa a ser insignificante para muita gente. Quem gosta de um esporte de verdade, tem sim seus ídolos, seus esportistas preferidos, mas não deixa de gostar porque sabe que além disso, existe uma gama enorme de elementos também interessantes que compõem o esporte que gosta. Claro que existe outros fatores como você citou, Inácio, mas a meu ver o ufanismo desenfreado da Globo agora prega a seu desfavor.

  32. Anônimo disse:

    tambem não mais pilotos brasileiro compedindo

  33. Joseir Souza disse:

    tambem não tem mais pilotos brasileiro compedindo.

  34. Keithy disse:

    Tenho 22 anos e não acompanhei a fase do Senna, mesmo assim virei fã da fórmula 1!
    Algumas pessoas dizem que eu sou “do contra” pois nunca torci pra um brasileiro.
    Acompanho a fórmula, pois fui fã do Schumacher, e quando o mesmo se aposentou (pela primeira vez) pensei que nunca mais iria ver a fórmula 1 do mesmo jeito!
    Dai então surgiu um piloto chamado Lewis Hamilton, que com seu talento ma arrebatou totalmente, hoje em dia sou muito mais fã do esporte( e do Lewis) do que na época do Schumacher.
    E graças ao Lewis, tambem virei fã do Ayrton, mesmo sem ter tido a oprtunidade de ve-lô!
    AH.. sobre o assunto da popularidade da fórmula, ou melhor, a falta da popularidade. Se deve sim ao fato de não ter piloto brasileiro competitivo, a nossa cultura é assim, sempre foi.
    Ou vocês conhecem alguém, por exemplo, que é fã de tênis??
    Obs: tirando eu mesma que adoro o esporte e em especial o Roger Federer! rsrs…

  35. deleted disse:

    A F1 é muito cara e pouco acessível, então o fim é certo

  36. A falta de audiencia no brasil pela f1 é pq o único representante do país lá no momento não esta sendo como Nelson o Emerson e o Senna que não corria para ser coadjuvante e sim protagonista , é chato v um cara 8 anos ne uma equipe de ponta e nunca ter ganhado nada , sempre com uma desculpa na ponta da língua , era emocionante v uma corrida com o senna ele lutava com o carro até o fim e não tinha competidor a altura dele no grid mesmo quando ele não tinha um carro competitivo ele ganhava ,mas a safra depois do senna foi uma negação rubinho e massa sempre contentes com o papel de segundo e os outros sem ajudas de patrocínio , gosto da f1 hoje não pq o massa corre mas sim pq tem pilotos ainda com a garra do senna o ingles Lewis hamilton , é um cara que se dis declaradamente fã do senna e agi como o senna é competitivo e ta ali para ganha e não somente para se manter no grid , pilotos como estes tres que o brasil teve não terá mais ,época que a maracutaia existia mas predominava o talento e a vontade de vencer e representar a sua pátria com vitoria,melhores pilotos hoje lewis hamilton e alonso da gosto de v estes cara correndo , massa coitado esta sendo na f1 um tampão para poder manter um representante na f1 por ser um país bem representado por grandes nomes como senna fitipalde e nelson pique no passado . hoje o brasil esta carente de um representante acho que a willians ganharia mais se trocasse os filipe tira massa coloca nasr

  37. É lamentável sinceramente que a melhor categoria do automobilismo mundial fique com este pequeno espaço na Tv aberta, mas é um reflexo do próprio descaso da CBA, com o respaldo da própria Globo, que ainda insiste em dar respaldo apenas ao futebol, com o jargão da Pátria de Chuteiras, mas que nesta Copa do Mundo, foi um fiasco!!!
    Deveriam repensar mais sobre o que é esporte e que no caso do automobilismo mundial, na qual o Brasil tem história, seja com os Campeões Emerson, Piquet e Senna, seja com tantos outros pilotos que enriqueceram esta histórias…!

  38. Pingback: Quatro Rodas: Globo desiste da F1 a partir de 2015 | JOSEINACIO.COM

  39. anônimo disse:

    eu assisto a F1 porque gosto mesmo do esporte, não porque não tem brasileiro ganhando, nem fã do massa eu sou, sou muito mais o Alonso, cara que sabe correr, calculista e na F1 é o melhor na minha opinião, e tirar a fórmula 1 da TV aberta seria uma pena pois assim como eu, tem muita gente que curte a F1.

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s