Ferrari em crise

FERRA Ferrari está em crise. Se as coisas continuarem como estão – e nada dá a entender que a equipe conseguirá um milagroso salto competitivo nas próximas 6 etapas – essa será a primeira temporada desde 1993 que eles não vencem ao menos uma corrida na temporada, isso porque contam com dois campeões mundiais pagos a peso de ouro em seus cockpits.

No inicio desse ano, ante a mais um desapontador inicio de temporada, Stefano Domenicali caiu da chefia da equipe, dando lugar a Marco Mattiacci, que vem implementando uma série de mudanças – algumas que causam barulho, como a dispensa de Luca Marmorini, chefe da divisão de motores e que saiu soltando fogo pela boca criticando o novo chefe e seus novos escolhidos.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Agora os fortes rumores da vez dão conta que nada mais que o longevo e outrora poderoso presidente do grupo Ferrari, Luca de Montezemolo deverá ser a próxima vitima a tombar ante a repetida falta de títulos da equipe, quando o atual presidente da FIAT, detentora de 90% das ações da Ferrari Sergio Marchione disse “O importante para a Ferrari não são apenas resultados financeiros, mas também vencer e estamos sofrendo por 6 anos. Todos são úteis, mas ninguém é indispensável”.

E aí surgem as perguntas ainda sem uma boa resposta: Caso Montezemolo realmente caia, falava-se na possibilidade até de Ross Brawn voltar a comandar os vermelhos, não como presidente do grupo, mas a divisão de competições que abarca também a equipe. Mas será que Ross já com 60 anos de idade e não precisando provar mais nada e com dezenas de milhões de dólares no bolso ainda teria disposição para aceitar uma tarefa tão demandante?

Com a mais nova informação de bastidores que Bob Bell, outro nome forte que saiu da Mercedes no fim de 2013, estaria fechando com os italianos, a possibilidade de Brawn voltar diminuem bastante, visto que ele seria candidato forte à chefia da squadra rossa.

allisonE Fernando Alonso, como se sente ante a esse cenário incerto onde ele não sabe ao certo nem quem será o seu chefe daqui alguns meses? A proposta da McLaren é a única alternativa real (na Mercedes não conta com a admiração de Toto Wolff e na Red Bull dificilmente teria guarida, já que eles preferem criar seus próprios talentos) já que é financeiramente tentadora e liderar o retorno da Honda pode ser desafiador, embora tecnicamente não haja garantias de que conseguirão bons resultados de cara, algo que ele quer, uma vez que não é mais nenhum garoto e está vendo seus melhores anos passarem sem um carro a altura de seu reconhecido talento…

Com tudo isso na mesa, só nos cabe esperar que os italianos reencontrem o caminho das vitórias com o carro 2015 projetado pelo ex-Lotus James Allison (na foto acima), porque senão perigam perder de vez a credibilidade não só junto ao bicampeão espanhol como também junto ao seus donos da FIAT e ao numeroso e devoto público em todo o mundo.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

11 respostas para Ferrari em crise

  1. Marinho disse:

    A Ferrari está pagando pelos anos de trapassa com o Schumacher para cima do Barrichelo.
    Voltou a ser aquela Ferrari que ficou 21 anos sem título.Que fique agora 42 anos sem ganhar nada.

  2. Anônimo disse:

    fizeram dois brasileiros comerem o pão que o diabo amassou… e agora eles mesmo estão comendo… tomara que continuem!!!

  3. Marcelo disse:

    Pachecada não gosta do ESPORTE FORMULA UM, gosta apenas de ver brasileiro vencendo, quando não vence fica esse baita mimimi…

    Brasil também esta pagando seus pecados por não investir em sua gente, nessa, a Alemanha esta dando de goleada… Sai Schumacher, entra Vettel(ou Rosberg) na briga pelo título. Rubinho não teve sequer competência pra bater Button que tinha apenas uma vitória na F-1. Querer bater Schumacher no auge chega ser piada, e o alemão não deve nada, ele formou um TIME começando de baixo na Benetton, depois foi esperto levando Brawn e Byrne pra Ferrari(Prost fez isso, tirou o fantástico Steve Nichols da Mclaren e levou pra Ferrari em 90. Ron Dennis ficou possesso de raiva!). Schumacher chegou na Ferrari na mesma condição que Piquet e Alonso na Williams e Mclaren. Era o melhor piloto do momento(bicampeão consagrado), queria GARANTIAS na condição de primeiro piloto. E não me venham com papo furado que Williams e Mclaren foram ÉTICAS em 1986/1987/2007 em liberar a briga entre seus pilotos. Mansell e Hamilton eram ingleses, ou seja, houve patriotada. Piquet e Alonso reclamaram BARBARIDADES de Mansell e Hamilton serem favorecidos. Ambos não ficaram no mimimi caíram fora da equipe. A Ferrari foi apenas LEAL E CORRETA com Schumacher(e o alemão caiu na graça da equipe quando teve que FAZER JOGO DE EQUIPE PRA FAVORECER IRVINE EM 1999). Schumacher entregou uma vitória ao companheiro na Malásia, nem assim Irvine foi campeão. Williams e Mclaren foram TRAÍRAS E BURRAS em não priorizar Piquet e Alonso na condição de primeiro piloto. Na Williams, Piquet poderia vencer a Mclaren em 90 e 91, Alonso poderia vencer por anos seguidos com Alonso, azar delas, perderam baita piloto!

    Outro detalhe, O QUE BARRICHELLO FEZ ATÉ 1999 NA F-1 PRA CHEGAR EXIGINDO CONDIÇÃO IGUAL AO ALEMÃO NA FERRARI? Observe o mesmo caso com Mansell e Lewis antes de serem companheiros de Piquet e Alonso!

    Mansell antes de ser companheiro de Piquet:
    00-títulos
    08-vitórias
    02-pole positions
    02-melhores voltas
    08-pódios

    Até 1984, Mansell não dava pinta de ser um fora de série, trapalhadas era seu forte após 59 corridas, estava muito longe de pilotos ‘seguro’ como: Lauda, Piquet ou Prost. O que a Williams fez? Equilibrou as coisas em 86/87 porque Mansell simplesmente era inglês.

    Hamilton antes de ser companheiro de Alonso:
    Sua estréia foi justamente em 2007, mas quem ORGANIZAVA O TIME E DESENVOLVIA O CARRO NAQUELE ANO? Alonso…Mclaren equilibrou as coisas porque Lewis simplesmente era inglês. Caso semelhante pra ajustar o carro aconteceu entre Prost x Senna na Mclaren, Prost não admitia desenvolver o carro e a equipe passar tudo para o carro de Senna. Mas essa bajulação tinha motivos, Senna era jovem e os japoneses elegeram como piloto favorito. Prost rachou o time depois da sacanagem de Imola – 89…Prost pulou fora, depois faltou PILOTO pra acertar Mclaren em 92/93. Prost deu risada, nessa altura corria com motor Renault.

    Williams e Mclaren também pagaram caro por deixar dois bicampeões na mão…Mansell e Lewis não fizeram muita coisa em termos de títulos nessas equipes.

    Precisava Barrichello fazer tanto carnaval na mídia? Porque Rubinho ficou SEIS ANOS NA FERRARI? Porque ele não pegou uma equipe em baixa, ergueu o time e foi pra briga com o alemão? Hakkinen fez isso e onde ele foi parar em 98/99? Antes disso, Newey era da Williams, Hill e Villeneuve foram campeões. Schumacher nos anos 90 ajudou e “erguer” dois times! E o Rubinho o que fez? Ainda deu sorte de pegar uma Brawn GP toda acertada graças ao regulamento e aquele fantástico motor Mercedes. Novamente Barrichello tomava SURRA na F-1, dessa vez do mediano Button… tenha dó, parem de dar atenção ao Galvão! Rubinho nunca passou de piloto mediano limitado, nunca liderou um time até o título. Venceu na Formula Um porque já pegou carro PRONTO EMPRESTADO JÁ VENCEDOR NA FERRARI. Brawn GP foi na sorte…

    Barrichello antes de ser companheiro de Schumacher.
    113-corridas
    000- títulos
    000-vitórias
    002-pole positions
    000-melhores voltas
    006-pódios
    Observe que o trapalhão Mansell tinha menos corridas e mais conquistas que Barrichello…se ele era tão talentoso, porque ficou anos pagando sapo na equipe? Ferrari já tinha FECHADO com Schumacher, e o alemão fez por merecer.

    Schumacher até 1999:
    127-corridas
    002- títulos
    035- vitórias
    023-pole positions
    039-melhores voltas
    071-pódios

    Porque o alemão ganhava cinco vezes mais que Barrichello? Porque ele foi declarado líder na Benetton e Ferrari? Vejam as corridas do alemão e o desenvolvimento das equipes por onde ele passou. Bom lembrar, Schumacher trocou um time que ganhava TUDO em 94/95 por um time que era motivo de PIADA na F-1. Ferrari só venceu duas corridas entre 1991 e 1995, com Schumacher ao volante a equipe já vencia três corridas em 96, estava decretada o fim da crise na Ferrari, nos anos seguintes o alemão já brigava por títulos.

    QUEM AJUDOU A ORGANIZAR AQUELA BAGUNÇA NA FERRARI E DESENVOLVER O CARRO PRA BRIGAR PELOS TÍTULOS? Barrichello SABIA MUITO BEM ONDE ESTAVA SE METENDO, basta ver os tempos de Irvine na Ferrari. ACHO QUE O ENGANADOR FOI JUSTAMENTE RUBINHO EM NÃO ADMITIR QUE ERA REALMENTE SEGUNDO PILOTO. Observe que Coulthard sempre aceitou numa boa Mikka ser FAVORECIDO em um time inglês, e olha que David corria pelo Reino Unido. Mclaren não pensou duas vezes em FAVORECER Mikka(finlandês), e deixar Coultrard(britânico) na mão!!!

    PILOTO DE VERDADE NÃO FICA SEIS ANOS ENGOLINDO SAPO NA EQUIPE, Piquet e Alonso reclamaram BARBARIDADES sobre favorecimentos, mas eles nunca foram CHORÕES, mudaram de equipe e seguiram outro rumo. Prost foi outro que reclamou, mas passou pela Ferrari e voltou a ser campeão pela Williams.

    Barrichello e Massa se VENDERAM ao GORDO SALÁRIO na Ferrari, essa que é a verdade…pelo menos, Massa não foi CHORÃO como Rubinho, observe que Felipe não ataca equipes ou companheiros, sequer chama a Globo pra jogar pra torcida. “Olha, a equipe é vilã, o Schumacher e Alonso são culpados, vamos satanizar todo mundo. Eu sou apenas um brasileirinho naquele mundão”

    Pachecada merece fazer papel de OTÁRIO, mas isso acontece porque eles não querem ver o esporte como ELE É, e sim como o Galvão quer vender. E eu dei muita risada na Copa, novamente Galvão vendeu ilusões.

    Merecemos outro campeão mundial na F-1? O que o Brasil fez nas últimas décadas pra formar outro campeão? Não fizemos absolutamente NADA, basta ver as categorias de base.

    Parabéns Alemanha pelos 7×1, parabéns pelos títulos na Formula Um. Brasil que APRENDA a INVESTIR em sua gente. E assim a vida segue na REPÚBLICA DE BANANAS com a Educação BURRA, Saúde DOENTE e Segurança com MUITO MEDO! CADA POVO TEM O QUE MERECE…

    • Marcelo disse:

      Uma correção: Mansell tinha apenas 2 vitórias até 1985, e não 8 como esta escrito acima…

      • Marcos disse:

        Você é brasileiro? Você vive humilhando as coisas do Brasil e idolatrando as da Alemanha, já acompanhei outros comentários seus é a Alemanha sempre está acima de qualquer coisa, isto se chama germanofilia, eu morei na Alemanha e sofri muito preconceito por ser latino…acorda Marcelo Costa. Dizer que o Piquet, se estivesse na Willliams ganharia da Mclaren em 90 e 91, puxa o Piquet não conseguia derrotar o trapalhão Mansell na Williams. Se fosse o Prost eu concordo, este piloto é diferenciado ele foi muito superior ao Mansel (ver confronto na Ferrari em 1990). Dizer que Senna não soube acertar os Mclaren de 1992, eu te pergunto “O que a Mclaren tinha de eletrônica?” só o câmbio semiautomático, já a Williams tinha um monte de coisas, ABS, câmbio semi, controle de tração e suspensão ativa. só em eletrônica a Williams tinha 2 segundos de vantagem sobre qualquer carro daquele ano…botar a culpa do fracasso da Mclaren em 1993 na falta de capacidade de acerto de Senna, você esquece que neste ano a Mclaren, Benetton, Ferrari já tinham toda a eletrônica da Williams, mas em 1993 a Mclaren tinha um motor Ford que foi da Benetton em 1991, ou seja, com 2 anos de defasagem em desenvolvimento em relação aos motores oficiais da Benetton e Williams. Depois que o Senna saiu da Mclaren a equipe decaiu mais ainda….e a culpa não de Mika e sim do Ron Dennis, que resolveu pagar 1 Salário mínimo para o Neil Oatley, só quando veio um projetista de verdade, com salário de milhões como o Adrian é que a Mclaren começou a voltar a vencer.
        O teu queridinho Schumacher expulsou com o Irvine da Ferrari…pois ambos tinham sérios problemas de relacionamento, a briga começou quando o Irvine descobriu que o chassis do alemão, tinha um dispositivo proibido móvel e como o alemão sofreu um acidente, aquele “carro especial do Xumi” foi para o Irvine, aliás o próprio Vestapem também disse que o Schumacher usava um controle de tração proibido em 1994, pena que o Rubinho ainda não lançou o livro que ia contar os bastidores da Ferrari (era Xumi) , por isto que você odeia o Rubinho.

    • 06850993690 disse:

      92/93 o carro da McLaren era horrível Senna ainda fez milagre nesses dois anos

    • Marcos disse:

      Steve Nichols só ganhou 2 títulos na sua vida em 1988 e 1989, mas ele mesmo disse em várias entrevistas que Prost e Senna eram disparados os melhores pilotos daquela geração, além disto o motor Honda de 1988 era superior a todos os outros motores, já o Honda de 1989 era levemente superior aos Ferrari, Renault e Ford HB, por isto Nichols não é gênio, a circunstância ajudaram ele.

      A reação da Ferrari em 1990 nada tem haver com a ida de Nichols para lá, o desempenho de Mansell usando o carro de 1989 (Barnard) é exatamente igual ao de Mansell de 1990 (Nichols), o que melhorou na Ferrari de 1990 foi a pilotagem do Prost que é muito mais piloto que o Mansell, aliás esta Ferrari de 1990 (641) era muito baseada na Ferrari de 1989 (640). Quando Nichols fez um carro 100% seu o Ferrari de 1991 = fracasso total, mesmo contanto com o Prost na pilotagem, a Ferrari de 1992 também era de Nichols = novo fracasso = demissão de Nichols e volta de J. Barnard para a Ferrari em 1993.

      Olha o fracasso de Nichols na Jordan, na Jaguar e olha que ele era diretor técnico..

      Puxa se o Nichols é fantástico com 2 míseros títulos com 2 super pilotos, que adjetivo eu vou ter que dar para o Patrick Head que tem 9 títulos, e o Byrne com 7 títulos e o Adrian Newey com um monte de títulos que eu até perdi as contas, aliás este aqui é fantástico ser campeão com pilotos do nível de Mansell, Hill e Villeneuve, pra mim é façanha. Newey só teve 2 bons pilotos que foi o Hakkinen e o Vettel.

    • Angelo disse:

      Senhor Marcelo existe muita injustiça na F1, o Alonso quase sempre esteve no lado errado, no momento errado e na equipe errada, tudo bem ele é n°1 na Ferrari, mas o Alonso fornece seus dados de telemetria e troca informações com os pilotos n°2, já o Schumacher sempre teve contratos leoninos, dizem que ele aprendeu isto em 1991 na Benetton com a ajuda de Piquet, seus contratos são parecidos com os que o Piquet fazia na Brabham e na Lotus, onde o piloto n°2 tem que ceder a posição para o piloto n°1, igualzinho ao que o Piquet fazia na Brabham com aqueles pilotos tão ruins que eu nem me lembro dos nomes deles e fez na Lotus com o coitado do Nakajima, os contratos estão na internet, quando eu li, senti nojo. Se o Prost tivesse feito isto que o Schumacher e o Piquet faziam ele não teria 4 títulos e sim uns 8 ou 9, porque ele simplesmente escolheria um piloto n°2 bem fraco e não daria informações. A mesma coisa com o Alonso hoje ele estaria com uns 5 ou 6 títulos em vez de 2. O Massa correu com o Schumacher e com o Alonso e disse que o Alonso é superior, a mesma coisa foi dita por vários técnicos que correram com ambos.

  4. acho q a ferrari está pagando pelo q fez com o barrichelo e com o massa…. favorecendo apenas um piloto ao invés de favorecer os dois pilotos, como a maioria das outras equipes fazem… um exemplo disso eh a mercedes com os dois pilotos da sua equipe disputando título e a willians, que mesmo com a chegada do massa, não deixou de lado o bottas e vemos uma grande equipe renascendo. Soh o tempo vai dizer o futuro da Ferrari.

  5. Karen disse:

    Ferrari é uma equipe superestimada, ela só aparece quando todas as outras equipes estão ruins no fator carro e fator piloto, Ferrari só foi Ferrari lá nos primórdios da Fórmula 1. Esperem Mclaren e Williams voltarem a ser competitivas, junto a Mercedes e Red Bull, que a Ferrari só ganhará outro título só daqui mais de 20 anos.

  6. Marinho disse:

    Marcelo,nunca torci para o Barrichello,nem para o Mimado Senna eu torcia,somente para o Piquet.Esse daí não era piloto d chororô e não era trapasseiro.O seu Heptacampeão foi campeão com trapassas,tanto na Ferrari quanto na Benetton.Lembra de 1994 das irregularidades que usavam no carro?? Ele perdeu os pontos das vitórias? NÃO. Lembra da última corrida na Austrália?
    Lembra de quando o carro do Rubinho ficou em cima do macaco na largada da volta de apresentaçâo pois largaria na frente do Alemão? Lembra do GP da Áustria de 2002?
    Lembra quando o Alemãozinho jogou o carro para cima do carro do Rubinho em 2010??

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s