Caso Bianchi – Será que agora aprendem?

bianchi1O trágico acidente de Jules Bianchi poderia ter sido evitado. Isso é óbvio e todos sabem disso e até como: Não autorizar um carro de serviço – no caso um titânico trator – a entrar numa área de escape quando os carros ainda estão disputando uma corrida, por mais bandeiras amarelas que hajam. E abaixo está a prova de que a Fórmula 1 já sabe disso faz tempo. Num dos lembretes mais recentes, o tempestuoso GP da Alemanha de 2007 disputado em Nurburgring, os carros iam se empilhando um a um no fim da reta principal e com a corrida ainda em andamento a FIA autorizou um trator a entrar na área para removê-los ao mesmo tempo que o safety-car entrava na pista. (veja a partir no minuto 1:08)


Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Pois bem: o safety-car que aguardava o líder no fim da reta teve que acelerar subitamente para não ser acertado por uma Toro Rosso descontrolada que aquaplanava placidamente em sua direção e em seguida esse mesmo carro foi girando até encontrar-se com… um trator! Nesse caso a velocidade era muito menor pois o carro já vinha desacelerando há mais metros e o carro só encostou de leve na máquina do resgate, mas a perigosa lição foi claramente passada: nada de trator na pista com carros correndo!

É claro que o acidente foi uma soma de azares danados, mas precisou Jules Bianchi entrar a quase 200 quilômetros por hora embaixo de um trator para a FIA se ver obrigada a repensar seu padrão de atuação, visto que o principal fator desse “azar” era um trator que não deveria estar lá naquelas circunstâncias. Aliás, é interessante notar que a mesma FIA que foi muito cautelosa em só autorizar o início da corrida após 9 voltas sob safety-car por causa da chuva é a mesma que não exitou em mandar um trator entrar na zona de pista sob as mesmas condições… #ForzaJules

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

7 respostas para Caso Bianchi – Será que agora aprendem?

  1. A Indy e a Nascar está a anos-luz a frente nesse quesito

    • Filipe Miranda disse:

      Concordo com vc cara, por mais q o povo vá falar,”mas eles andam em ovais” a Indy hj só anda em 4 ou 5 ovais, e em pistas mistas qualqr acidente já entra o Safety Car, concordo com vc em genero, numero e grau!

  2. Victor Pereira disse:

    Jose Inacio, se não me engano, teve um GP no Brasil que Schumacher quase acertou um desses tratores. Na época muito criticado.

  3. Bruno Ribeiro disse:

    Nem bandeira amarela no local tinha. No vídeo amador do acidente é possível ver que mesmo com fiscais e um trator na pista a bandeira verde no local estava sendo balançada. É um erro atrás de outro. Não pararam a corrida quando já era possível, não colocaram o safety-car para retirar o carro de Sutil, e ainda deram bandeira verde antes mesmo de retirar o carro e o trator do local, um absurdo atrás de outro.

    F1 é um esporte de risco, eliminar 100% dos riscos é impossível, mas uma bandeira amarela no local reduziria um pouco esse risco, um safety-car reduziria mais, e assim vai. Não sei até que ponto vale a pena transformar a F1 em uma Indy cheia de safety-cars, mas se todos os carros possuem uma mesma centralina eletrônica que se comunica com a central da FIA, então criem uma forma de reduzir a potência dos carros em determinados momentos da prova. A F1 está aí para se criar novas tecnologias, que o façam em pró da segurança.

  4. pcxbrazil disse:

    Como é que a merda da Equipe não avisa tal perigo?? erro das Equipe e pilotos… esse 2007 Liuzzi vem que nem um desgraçado sem controle, e o Carro de Segurança ainda acelera para não pega nele…

    http://globoesporte.globo.com/motor/formula-1/noticia/2014/10/imagens-fortes-video-mostra-batida-de-bianchi-no-japao-mais-de-200kmh.html

  5. Vou ser sincero: Se fosse Hamilton, Alonso ou Rosberg ali no lugar do Sutil, a coisa seria bem diferente…

  6. Robinson Araujo disse:

    Enquanto a F1 tiver a sua frente o Tio Bernie o que irá valer é o que dará mais lucro!
    Achei o podium totalmente desnecessário, com os alemães (principalmente Vettel) mais contidos. O Hamilton era só alegria, mesmo parcialmente contida!
    Tudo para aparecer logos de patrocinadores no painel localizado atrás e mais alguns minutos de exposição.
    Sabemos que se trata de um mundo milionário e que sem esta injeção de valores (cada vez maiores) não se sustenta, mas vamos lembrar que sem pilotos não há nem quem patrocinar.
    Perdemos Bianchi, ao menos das corridas em alto nível.

    Mas, como pensam os dirigentes/
    Patrocinadores potenciais são raros, não chegam a 25 no mundo, talvez até menos em dado momento. Ser humano existem mais de 6 bilhões no mundo, tira um coloca outro. Depois faz-se uma carta pública manifestando pesares, um vídeo bem produzido e nada a mais.

    Quando observei o trator entrando na pista logo pensei – safety car – Rosberg se deu mal!
    A grande maioria das equipes percebeu o momento e parou seus bólidos, pois era algo óbvio.

    De repente vejo a lista de pilotos passando e estava o nome Bianchi (out). Pensei comigo mesmo “não vi o Bianchi sair da corrida”. Passados alguns segundos vem a notícia e a censura com as imagens! Cala boca no Sutil e tudo que vimos.

    Espero que esta lição seja minimamente aprendida e vivo na minha utopia de que uma vida vale mais do que qualquer cifra!

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s