Desenvolvimento dos motores pode ser liberado

MOTORCom exceção da Mercedes e suas equipes clientes Williams e agora Lotus, os demais chefes do Grupo Estratégico da F1 (compostos pelos 3 acima mais a Red Bull, Ferrari, McLaren, Jean Todt e Bernie Ecclestone) aprovaram o descongelamento do desenvolvimento dos motores para a temporada de 2015 e se isso se confirmar, poderá ser bem interessante para uns e menos para outros…

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Para o ano que vem, mesmo com as regras atuais, 54% das peças dos atuais propulsores poderão ser alteradas e caso a regra caia, esse percentual poderia ser maior e a Mercedes, logicamente, é a principal interessada em barrar essa permissão, pois como seu motor é o melhor do grid, essa liberação só facilitaria a vida dos rivais na luta para alcançar e quem sabe até superar os motores alemães.

Quem teria a ganhar seria a Renault, Ferrari e sobretudo a Honda, cuja primeira temporada com uma única equipe coletando dados tem tudo para ser bem difícil, especialmente porque não poderiam mudar muita coisa ao longo do ano após o mandatório recongelamento do desenvolvimento ao fim dos testes de inverno – algo que também não ocorreria se a Mercedes e suas afiliadas derem seus avais.

Há ainda mais um ingrediente a ser pesado nessa balança: o descongelamento criaria uma verdadeira guerra entre as 4 fabricantes e essa guerra custaria muito caro, um contra senso em uma Fórmula 1 que prega a redução de custos e tem quase metade de suas equipes em condições financeiras delicadas

Para os fãs, entretanto, esse descongelamento seria algo positivo, pois aumentariam as chances de todas as equipes terem motores mais competitivos e com desempenhos mais próximos, além de também aumentar as chances dos carros se tornarem mais rápidos com seus motores ganhando potência e eficiência ao longo do ano. Resta agora aguardar uma nova mudança de posição dos alemães (sim, nova porque eles também já se mostraram favoráveis) e, claro, uma divulgação das regras desse eventual descongelamento, uma vez que também não deverá ser um “liberou geral”.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

6 respostas para Desenvolvimento dos motores pode ser liberado

  1. Thomaz Martins disse:

    Sinceramente Inácio, acho isso uma palhaçada. Quem fez um bom projeto, por mais que é liberado para ambos, mas acho injusto, que uma empresa faça o dever de casa melhor que as outras, e pode ter certeza, que isso é fruto de pressão da Ferrari. Mercedes se mata p construir um puta motor, e a Renault e Ferrari que faça arrotadores de fumaça poderem mexer nos seus motores por pura incompetência de desenvolvimento ! e assim caminha a F1…

  2. Thomaz Martins disse:

    faça = fizeram

  3. Luis disse:

    Realmente a Mercedes merece um bom credito por ter feito um motor melhor…Mas acho que se não houver o descongelamento de motores a F1 vai ficar insuportavelmente chata, já que a Mercedes vai continuar ganhando pra sempre, até resolverem mudar o motor de novo!

  4. cleber rodrigo moreno disse:

    A F-1 a cada dia que passa está cada vez mais sem credibilidade, pois esses “Senhores” (diretores/presidentes de FIA e FOM) estão acabando com a categoria. Infelizmente, a tecnologia chegou de vez à F-1 e, esses “Senhores” estão tentando banir algo que é natural e inevitável. Enquanto estiverem à frente da categoria, com o passar do tempo mais e mais a credibilidade vai diminuindo. Se hoje isso é um fato, qual o motivo lógico de não embarcar tecnologia nos carros, de forma em que se equipare a categoria nesse ponto? Se existem hoje na categoria, Mercedes, Renault, Ferrari e, à partir de 2015 a Honda, então vai uma sugestão: As equipes que desenvolvem motores e o repassam para outras equipes (menos estruturadas e mais ‘pobres’), a fábrica que desenvolveu deve disponibilizar sua tecnologia e engenharia TAMBÉM para essas equipes menores, algo que não acontece, justamente por medo desses carros terem um rendimento igual ou mais alto do que os carros das equipes desenvolvedoras. Como disse e volto a repetir, a tecnologia chegou de vez, então nivele-se essa tecnologia a todos, de forma que se equipare os carros nesse ponto, ou volte a fabricar carros das décadas de 70, 80… Por favor, tirem esses “Senhores” da F-1! A categoria precisa de gente nova, com ideias mais revolucionarias e avançadas, antes que mais “Bianchis” morram por causa desses incompetentes.

  5. Anônimo disse:

    esses motores tem q voltarem a ser v8 ou v10!!! Se não, cada vez mais as pessoas vão perder o interesse pela F1!!!

  6. Flavio Jhor disse:

    Quando mudaram o regulamento,e portanto os motores, justificaram que um dos motivos era por a RedBull ser tão dominante. E agora ??

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s