Barrichello, campeão da Stock-Car

20141130_123023Como falei para vocês, estive em Curitiba para a decisão do campeonato a convite da Havoline, patrocinadora do piloto Allam Khodair. O convite incluia uma volta de Stock-Car pela pista de Pinhais, intensa experiência sobre a qual falarei num post próprio assim que receber as imagens do vídeo desse momento especial!

Mas uma vez lá, acabei, como todos os presentes, testemunhando a conquista do título de Rubens Barrichello uma conquista carregada de alegria e emoção para todos os presentes, incluindo seus rivais, que apesar da frustração da derrota, souberam reconhecer o mérito da conquista do veterano piloto paulista de 42 anos. E como eu estava nos boxes da Full Time durante as comemorações da conquista, posso dizer que a euforia foi grande, com direito a muito champanhe, disputadas camisetas comemorativas e a perigirnação de vários pilotos para dar um abraço no novo campeão, incluindo seus rivais mais próximos e o piloto da Williams Felipe Massa, além dos jornalistas que comentam a categoria na TV Lito Cavalcanti e Reginaldo Leme.

20141130_115947Para Barrichello essa conquista é uma justa coroação e reconhecimento de uma carreira memorável, com participação vitoriosa e longeva na Fórmula 1 e outra não tão prolifica na Fórmula Indy, uma vez que não queria continuar na categoria em equipes que não fossem competitivas.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Na Stock-Car, entretanto, ele se encontrou, podendo ficar no Brasil e passar mais tempo com a família, além de ir ao encontro de seus fãs em diversos estados, um contato que sente muito prazer, quando antes só era conhecido pela televisão. Sobre sua conquista, o piloto disse:

“Eu só tenho que agradecer por todo ano, por todo apoio da equipe, da família e por todos vocês que estiveram comigo nessa conquista. A gente começou o ano bem difícil, quando o carro não estava como queríamos, mas todo o empenho da Medley Full Time, e do Mau Mau (Maurício Ferreira), conseguimos dar a virada assim que fizemos a pole e vencemos a Corrida do Milhão. Naquele momento, nós comprovamos que tínhamos condições de brigar pelo campeonato. E hoje, foi o retrato dessa somatória, que poderíamos administrar  as posições. No entanto, aconteceu uma coisa incrível, que não tinha acontecido o ano inteiro, quando peguei óleo e acabei saindo da pista. 20141130_101138Graças a Deus consegui controlar e voltei a pista em quarto lugar. Como fiquei mais na pista, antes da parada nos boxes, consegui descontar porque meu pit-stop certamente foi o nosso melhor do ano, e voltei a frente do (Allam) Khodair. Eu tinha push-to-pass para controlar tanto uma situação de defesa, como de ataque, e ter o Átila (Abreu) pertinho foi um conforto para concluirmos como tinha que ser”

O final de semana também marcou a despedida de outro veterano da categoria: Nonô Figueiredo, com mais de 200 corridas disputadas, resolveu aposentar as sapatilhas aos 43 anos, ao menos dos poderosos V8, usando um carro com o capô especial, recheado de assinaturas de sua equipe, como vemos na imagem acima.

Esse ano também ficará registrado como o primeiro que o pentacampeão Cacá Bueno não venceu nenhuma etapa em treze anos, mas tanto ele como Allam Khodair se recuperaram bem na tabela do campeonato de pilotos, que terminou assim:

1. Rubens Barrichello (Medley Full Time) – 234 pontos
2. Átila Abreu (Mobil Super Racing) – 223,5
3. Cacá Bueno (Red Bull Racing) – 191
4. Allam Khodair (Full Time Competições) – 185
5. Daniel Serra (Red Bull Racing) – 182
6. Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) – 174,5
7. Sergio Jimenez (Voxx Racing Team) – 174
8. Julio Campos (Prati Mico’s Racing) – 167,5
9. Antonio Pizzonia (Prati Mico’s Racing) – 158,5
10. Ricardo Maurício (Eurofarma RC) – 144,5

E o campeonato de equipes foi vencido pela Full Time, equipe de Barrichello e Khodair, sendo a primeira vez nos últimos dez anos em que o título não é decidido apenas pelas dominadoras equipes de Andreas Mattheis ou do Meinha:

1. Full Time Competições – 419
2. Red Bull Racing – 373
3. Prati Mico’s Racing – 326
4. Mobil Super Racing – 297
5. Eurofarma RC – 288,5
6. Ipiranga-RCM – 276
7. Voxx Racing Team – 236
8. Hot Car Competições – 201
9. Shell Racing – 201
10. Vogel Motorsport – 195
11. RZ Motorsport – 174
12. Schin Racing Team – 157
13. C2 Team – 152
14. Boettger Competições – 66
15. Pro GP – 62,5
16. RC3 Bassani – 42,5
17. Hanier Racing – 38​

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

5 respostas para Barrichello, campeão da Stock-Car

  1. Mande meus parabéns ao Barrichello e peça para ele, quando vier a São Carlos para umas partidas de golf, dar um pulo lá em casa para assinar a minha camiseta dos 300 GPs!

  2. Pingback: Depois de testar Ferrari, Vettel se despede da Red Bull | JOSEINACIO.COM

  3. Pingback: Fórmula Indy com pintura da Williams de Mansell | JOSEINACIO.COM

  4. Pingback: Vídeo onboard do teste de Vettel na Ferrari | JOSEINACIO.COM

  5. Grande Barrichello. A Stock Car fez justiça a este grande talento que só não foi campeão na Fórmula 1 devido às circunstâncias. Parabéns a ele! Eu e minha família vibramos muito.

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s