Jordan de Barrichello à venda

Jordan1 A Jordan-Peugeot J195 usada por Rubens Barrichello na temporada de 1995 está à venda e pode ser sua! Basta pagar 95 mil libras, cerca de 400 mil reais, mais despesas de transporte e certamente altos impostos e ela ainda vem com um raro e virginal motor 3.0 V10 da Peugeot nunca rodado instalado no chassis (ainda bem que é zero, porque quebrava muito), que tenha como marca registrada as inovadoras entradas de ar “embutidas” junto à dianteira do cockpit.

Jordan5Esse chassis, o número 04, foi usado em 11 provas por Barrichello – incluindo o pódio de segundo lugar no dia da vitória histórica e única de Jean Alesi no Canadá – e em mais dois GP´s por Eddie Irvine.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Além do carro em condições de rodar, que era da coleção particular de do ex-dono da equipe, Eddie Jordan, ainda estão incluídos no pacote algumas peças extras como bico, câmbio e central eletrônica de 20 anos atrás. Se eu tivesse muito dinheiro sobrando, comprava. Para ver mais fotos e detalhes, clique AQUI! Clique nas fotos para ampliá-las!Jordan2Jordan4

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

7 respostas para Jordan de Barrichello à venda

  1. cmtefavero@gmail.com disse:

    Este carro é um dos mais bonitos que vi correr na F-1… Parece até um caça…

  2. Larroca disse:

    Jose, me poderia me passar o contato do vendedor…não achei nada referente no Google. Obrigado!

  3. Anônimo disse:

    Onde está escrito clique aqui no fim da matéria, está a página do vendedor.

    Não sei se era uma Jordan, ou uma Benetton que estava largada em um depósito no Brasil pegando pó

  4. Anônimo disse:

    Chama a atenção o volante sem nenhum botão ou chave ,diferente dos atuais que mais parecem controles de videogame.

  5. Leo Caldas disse:

    O Barrica tem bala na agulha pra comprar esse carro! liga pra ele José!

  6. Renato disse:

    Houve muita expectativa quanto a este carro em 1995, o motivo foi a entrevista de Rubinho e de outros membros da equipe, dizendo que o ponto fraco dos Jordan-Hart em 1994 era o motor Hart e que o chassis era espetacular, mas o motor Hart com 3,5 litros desenvolvia apenas 710 cavalos contra quase 800 dos concorrentes, só que segundo Rubinho os novos Peugeot baseado no novo regulamento de 1995 em que a cilindrada foi reduzida para 3,0 litros, o Rubinho falou que os Peugeot 3.0 estavam dando quase a mesma potência dos Hart 3,5. Ele acreditava em várias vitórias…porque o motor Peugeot estaria entre os mais potentes…perdendo em 1995 por pouco para o Renault e Ferrari empatando com os Mercedes, ganhando do Ford, além disto a Peugeot forneceria o motor de graça para a Jordan, só que na prática deu tudo errado as Jordan de 1995 andavam menos que as Jordan Hart tanto nos treinos, como nas corridas. Que mistério.

  7. Rodrigo Duarte disse:

    Aaaah se eu tivesse essa grana.. compraria sem pensar! :3

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s