E agora, Rosberg?

nico
Se Nico Rosberg terminou o ano passado em discreta baixa, perdendo para Hamilton o título mas lhe dando trabalho até a etapa final, começou 2015 em uma baixa bem mais pronunciada, não ameaçando o companheiro nas duas corridas disputadas até agora e pior: nem sinal de sua combatividade.

Curta nossa página no FACEBOOK e siga-me no TWITTER @inacioF1

Na primeira etapa da temporada, na Austrália, Lewis Hamilton manteve-se sempre confortavelmente à frente de Rosberg nos treinos que importavam e na corrida nunca foi de fato ameaçado pelo alemão. Na segunda etapa, na Malásia, a atuação de Rosberg foi ainda mais discreta, ficando longe do inglês no cronômetro e mais ainda na pista.

Mas os sinais do mau momento de Rosberg não são apenas mensuráveis pelo cronômetro, como também pelas atitudes: fechar Hamilton na classificação, pedir informações para o seu mecânico via rádio durante a corrida sabendo que elas não podem ser dadas e depois não querê-las mais, indecisivamente, mostra que ele pode não estar conseguindo lidar bem com a superioridade inicial de Hamilton sob o ponto de vista psicológico, justo um campo onde ele vencia no ano passado.

rosbApós a surpreendente (mais ainda pontual, eu diria) vitória de Sebastian Vettel na última corrida, Rosberg agora está em terceiro na tabela de pontos, atrás do companheiro e do conterrâneo ferrarista. Toto Wolff diz que já ameaça repensar a igualdade de tratamento dispensada aos seus pilotos, caso sintam que a Ferrari ofereça real perigo para o título. Nesse cenário, Rosberg perderia ainda mais, já que Hamilton, por seus melhores resultados, tenderia a receber a estratégia prioritária, tornando a reação de Nico ainda mais premente.

Mas o fato é que Nico tem que se mostrar uma opção segura internamente para a própria Mercedes para que continue a gozar da confiança de seus empregadores senão quiser reeditar Mark Webber nos anos finais de Red Bull, quando foi trucidado por Vettel e ninguém mais o considerava como um real desafiante ao título, sobretudo dentro da própria equipe, que passara a orbitar em torno de seu companheiro campeão.

Claro que com 17 etapas pela frente e com tamanha superioridade técnica da Mercedes ainda estamos muito longe de poder pintar um cenário definitivo ou mesmo sombrio para o vice-campeão de 2014, pois é lógico crer que em breve voltará a triunfar sobre Ferrari, mas que ele não se engane: para reagir convincentemente precisa superar Hamilton na pista.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

4 respostas para E agora, Rosberg?

  1. Dr. Gonzo disse:

    Ficou bem claro que o desempenho do Nico nesse início de 2015 está um pouco aquém do esperado (considerando o fim da temporada 2014 como parâmetro). Quem sabe ele pode ter escolhido fazer um início de temporada mais conservador – o que eu acho um erro, mas é só especulação. Mas dadas as conversas de rádio e a fechada, receio que o “repensar a igualdade de tratamentos” aventada por Toto Wolff possa já estar em curso e quem sabe isso venha balançando a concentração do alemão… quem sabe… especulemos.

  2. Thiago disse:

    A batata do Rosberg está assando!

  3. Anônimo disse:

    O negoço é que ano passado ele tava bem psicologicamente no inicio do campeonato, e o Hamilton não, mas depois que o Hamilton melhorou ganhou quase todas. A verdade é que o Hamilton é muito mais piloto que o Rosberg, e está provando isso esse ano, agora que é bi mundial e está com a cabeça boa, ele jogou toda a pressão pra cima do Rosberg que não sabe ser pressionado. Acho que Hamilton ganha esse campeonato fácil, mais fácil que o ano passado. Mas vou torcer pro Rosberg ele dá muito duro pra ser campeão, já vi uns vídeos da preparação física dele e ele é muito determinado, acho que merece pelo menos um título mundial na sua carreira, pela sua determinação.

  4. Romano disse:

    Boa noite tio Inácio e amigos do blog! Considero que, com as regras atuais, o Rosberg já era diante do “seu” Hamilton. Todos concordamos que ele é um bom piloto, mas conforme a retirada dos auxílios de pilotagem de seus engenheiros e telemetria, ele perdeu espaço pois não me parece ter o feeling de grandes pilotos, de tirar coelho de cartola ou leite de pedra por ele próprio.

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s