“Quem ganhou e quem perdeu” na classificação do Japão

kvyatNuma pista ainda “verde” pelo pouco tempo que os carros tiveram para emborrachá-la após os dois treinos sob chuva da sexta-feira, a Mercedes restabeleceu sua supremacia e dominou a primeira fila. Vejamos agora a análise “quem ganhou, quem perdeu” nessa importante fase do fim de semana:

Curta nossa página no FACEBOOK e siga-me no TWITTER:@inacioF1

QUEM GANHOU:

  • Nico Rosberg, que fez a pole e ainda conseguiu deixar Hamilton com ar levemente pessimista para a corrida. Se não vacilar na largada e/ou na pista molhada – se chover – é favorito para a vitória.
  • Williams com um desempenho melhor do que o esperado, à frente da Ferrari. Mesmo Massa podia ter ficado à frente de Vettel se não tivesse errado na sua volta rápida.
  • Daniel Ricciardo, conseguindo colocar sua Red Bull com o fraco motor Renault entre as primeiras.
  • Perez, superando Hulkenberg e mostrando que quando não se afoba é muito rápido.
  • Grosjean, conseguindo extrair o máximo de um carro cuja evolução praticamente parou pela falta de dinheiro da equipe.
  • Alonso, com um bom desempenho – considerando o carro lento que tem nas mãos.
  • Ericsson, uma vez mais à frente de Nasr.

QUEM PERDEU:

  • Lewis Hamilton, que ficou atrás de Nico o treino todo e ainda parecia previamente conformado se não conseguir passá-lo.
  • Ferrari, que esperava brigar com Mercedes mas se vê numa disputa bem intensa é com a Williams.
  • Hulkenberg, que além de ter sido superado por Perez no cronômetro ainda perdeu 3 posições por aquela batida em Massa no GP de Singapura.
  • McLaren, evoluindo muito timidamente e ainda há dúvidas que seus carros concluirão a corrida em casa.
  • Felipe Nasr, que tinha potencial para superar Ericsson na classificação mas teve que aliviar por causa da bandeira amarela pelo carro atravessado de Verstappen.
  • Verstappen, que além de quebrar no Q2 ainda deixou o carro em um lugar perigoso, sendo punido com a perda de mais 3 posições – lá vem show dele novo?
  • Kvyat, que já vinha cometendo alguns erros no treino mas pra coroar bateu forte o carro no fim do Q3 (foto no topo da matéria), tendo que trocar o chassis, motor e câmbio, e assim terá que largar dos boxes.

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

8 respostas para “Quem ganhou e quem perdeu” na classificação do Japão

  1. Socialista de iPhone disse:

    Não era a Williams que estava “sendo jogada para o fundo do pelotão”? Realmente essa torcida contra a Williams está ficando feia pra você, meu velho.

    • José Inácio disse:

      Heim? Onde disse que ela “está sendo jogada para o fundo do pelotão”? Por favor elucide.
      O que disse e mantenho é que ela tem que aprimorar os procedimentos de paradas de box, que não faz juz a uma equipe que quer voltar a ser grande (em resultados, não só em história) e que a falta de um parceiro de grande peso econômico pode dificultar a vida dela nos próximos anos, pois periga não ter o mesmo fôlego financeiro para investir em melhorias para o carro etc. Além disso o fato dela ser uma equipe que usa os motores “B” da Mercedes sempre a colocará num patamar de inferioridade técnica em relação aos prateados (exatamente o que a Red Bull não que no possível acerto com a Ferrari).

      Abs

      • Anônimo disse:

        A Williams saiu da lata de lixo em 2013 para ser 3a colocada em 2014. Brigou contra orçamentos astronômicos e venceu, e hoje ainda vence. Se a equipe não evoluísse, hoje não estaria largando na segunda fila. Tudo tem seu tempo, não é legal dar um passo maior que a perna. Hoje a equipe usa o melhor motor do grid, mas ninguém sabe o que pode vir para o ano que vem, ou em 2017. Acredito que não está nos planos da segunda maior campeã da história passar a vida correndo com motores de segunda linha, mas para o momento é o que se tem. Aliás, tem entendidos aí dizendo que a Williams só foi bem em 2014 graças ao motor Mercedes, mas eu pergunto, onde ficou a queridinha mclaren com o mesmo motor? Onde esta equipe está hoje mesmo com o orçamento colossal que sua fornecedora de motores lhe colocou à disposição? É para se pensar. A Williams não é o fracasso que tem gente querendo pregar. Abraços

      • Socialista de iPhone disse:

        Desculpe, esqueci de por meu “nome” no comentário. Abs

  2. Xande Luiz disse:

    Acho que o texto sobre o Nasr ta errado. Ele teve que aliviar por causa do Verstappen.

    “Felipe Nasr, que tinha potencial para superar Ericsson na classificação mas teve que aliviar por causa do acidente de Kvyat.”

  3. anônimo disse:

    em cingapura o verstapen teve sorte, só isso.

  4. Douglas disse:

    O Nasr foi atrapalhado pelo Verstappen, e ele quebrou no Q1 e não no Q2.

  5. Anônimo disse:

    Bem melhor colocar o print da tela da qualificação, onde tem o q1, q2, q3…

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s