Hamilton vs História

ham1

Hamilton com o capacete de Senna

Lewis Hamilton alcançou no GP do Canadá dessa temporada (2017), o impressionante número de 65 poles de Ayrton Senna e está quase chegando no recorde de 68 de Michael Schumacher. A verdade é que esses números do inglês e do alemão são impressionantes sob qualquer ângulo e se compararmos o número de GP’s que eles tiveram para bater esse recorde, a análise se torna ainda mais interessante e contextualizada.

Como já trouxe aqui num outro post milênios atrás, o brasileiro alcançou 65 poles em 162 tentativas (afinal, disputou 162 classificações), uma aproveitamento de 40%, um número fantástico. Hamilton igualou suas 65 poles após 195 tentativas, portanto precisou de 33 corridas a mais que o brasileiro para isso, mas ainda obtendo um grande aproveitamento de 33% – lembrando que diferente de Senna, Hamilton sempre disputou a Fórmula 1 por grandes equipes.

sennaschummy

Senna e Schumacher em 1994

O heptacampeão alemão, atual recordista em números absolutos, teve 308 tentativas de marcar pole, conseguindo-as em 68 ocasiões (seriam 69, mas a pole em Mônaco de 2012 foi anulada por sua punição prévia), com um aproveitamento de 22%, que subiria para 27% se tirarmos os 58 GP’s que disputou nas 3 temporadas pela Mercedes após seu decepcionante regresso em 2010.

Aliás, se nos guiarmos pelo critério de proporcionalidade e aproveitamento, o pentacampeão Juan Manuel Fangio lidera essa lista, com 29 poles em apenas 52 tentativas, numa época de campeonatos bem mais curtos, lhe conferindo ótimos 55% de aproveitamento, seguido pelo bicampeão Jim Clark, que conseguiu 33 poles em 73 tentativas, obtendo 45% nesse mesmo índice.

O comparativo entre esses números todos em nada diminuem o feito de Hamilton que só deve aumentar, repito, apenas evidencia como comparar números frios de épocas e realidades distintas da Fórmula 1 pode trazer distorções invisíveis à primeira vista, pois sim, ele ombreia nomes de peso da história das pistas, mas que obtiveram suas marcas em contextos e mesmo sob riscos bastante diferentes, tanto que dois dos citados morreram ao volante.

Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Hamilton vs História

  1. otavio de souza disse:

    esta vivo homen kkkkkk

  2. Pingback: Nelson Piquet, 68 anos | JOSEINACIO.COM

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s