Nelson Piquet nas 500 Milhas de Indianápolis

Em 1992, recém aposentado da Fórmula 1 então como piloto mais experiente das pistas atrás apenas de Ricardo Patrese (que ainda haveria de ampliar sua vantagem por mias duas temporadas), Nelson Piquet não tinha convites de equipes realmente boas para seguir na Fórmula 1 e resolveu disputar as famosas 500 Milhas de Indianápolis pela equipe Menard.

Infelizmente um grave acidente logo nos treinos, em que vinha se destacando entre os estreantes, ocasionado por pequenos pedaços de metal na pista que furaram seu pneu, tirando-o da disputa.

Aqui vemos o belo carro dele antes da batida (primeira imagem) e exatamente no momento da impressionante colisão, lembrando que naquele tempo não existia soft-wall como hoje.

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é piquetindy92bat-1.jpg
Como consequência desse acidente o brasileiro teve traumatismo craniano, uma lesão torácica e sofreu fraturas múltiplas nas pernas e nos pés, tendo que passar por várias cirurgias no Hospital Metodista de Indianápolis para reconstruir seus membros inferiores. Até hoje seus pés tem tamanhos diferentes. 

Em 1993, já reabilitado física e psicologicamente dessa pancada, Piquet voltaria a tentar disputar sua primeira Indy 500 pela mesma equipe Menard, agora com a cor vermelha (imagem abaixo) ao lado de outros ex-campeões da F1, como o também estreante e rival dos tempos de Williams Nigel Mansell e os veteranos Mario Andretti e Emerson Fittipaldi, que acabou por vencer a corrida e bebendo seu polêmico suco de laranja.

O tricampeão até chegou a classificar bem seu Lola-Buick, obtendo um encorajador 13º lugar entre os 33 que largaram (outros 10 não conseguiram entrar no grid, inclusive o lendário A.J. Foyt), mas problemas mecânicos no seu motor o jogaram para o fundo do pelotão e ele acabou abandonando na 38ª das 200 voltas, marcando sua despedida das grandes corridas com monopostos. Clique nas imagens para ampliá-las!

Siga-me no Twitter: @inacioF1

SENNA 1990 / SAINZ 2020 – 30 ANOS SEPARAM ESSAS IMAGENS

TODOS OS CARROS DE FELIPE MASSA (da F1 à FE)

RECORDE: 23 TÍTULOS NUMA FOTO!

DE 12 MOTORES PARA APENAS 3: O IMPASSE DA F1


Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Nelson Piquet nas 500 Milhas de Indianápolis

  1. Pingback: Os 24 carros voadores da Fórmula 1 | JOSEINACIO.COM

  2. Pingback: Uma jogada de mestre da TV Globo | JOSEINACIO.COM

  3. Pingback: Classificação do GP da Turquia: Análise “Quem ganhou, quem perdeu” | JOSEINACIO.COM

  4. Pingback: Porque há menos ultrapassagens naturais? | JOSEINACIO.COM

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s