Como o Halo salvou Grosjean

Quando o Halo foi implementado em 2018, não foram poucas as vozes que o acharam feio – eu entre elas – mas creio que ninguém em sã consciência achou que esse preço estético não valia a pena para tornar a categoria mais segura.

De lá para cá tivemos alguns acidentes onde o Halo ficou marcado com o registro da passagem de pneus, mas ainda assim alguns poderiam pensar que foram marcas de raspão, deixando dúvidas se realmente a peça fez uma diferença tangível para salvar a vida dos pilotos envolvidos. Agora essa dúvida não existe mais.

Graças ao formato e resistência do Halo, o cockpit de Romain Grosjean atravessou o guardrail de forma a manter o piloto encapsulado em segurança no seu interior, com as barras acima e a frente de sua cabeça funcionando como cunha para abrir espaço entre as barras de ferro da barreira (imagem principal, acima) sem submeter a cabeça e a coluna do piloto à impactos diretos, que assim pôde manter-se íntegro para em seguida se desvencilhar do ferro retorcido e fugir do fogo.

Sim, já lancei a inevitável pergunta, na minha análise “equipe-por-equipe” do GP barenita (segundo link abaixo), do que seria de Grosjean se ele tivesse desmaiado na batida e dependesse da equipe de resgate para ser retirado do fogo.

O desfecho provavelmente seria outro bem menos feliz, já que demorou alguns minutos para o fogo ser apagado da parte do carro em que ele ficou preso. A FIA tem que focar nessas vulnerabilidades agora: o carro não pode pegar fogo e se pegar, ele tem que ser “apagável” em segundos, não minutos, e em qualquer ponto da pista.

Mas isso em nada diminui a importância vital do Halo ou do Aeroscreen, no caso da Fórmula Indy, para a segurança e manutenção da vida dos pilotos, numa clara evolução das categorias com as lições aprendidas pelos acidentes passados em monopostos onde os pilotos tiveram suas cabeças submetidas a impactos diretos com o muro, caso do brasileiro Marco Campos, na F-3000 em 1995 (foto menor acima) ou com um trator, como o de Jules Bianchi em 2015.

ANÁLISE: O QUE ESPERAR DA ESTREIA DE PIETRO FITTIPALDI NA FÓRMULA 1

ANÁLISE EQUIPE-POR-EQUIPE DO GP DO BAHREIN + TABELAS ATUALIZADAS

OS SALÁRIOS DOS PILOTOS DA FÓRMULA 1 2020

SOBRE A STOCK-CAR NA BAND e SPORTV

Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

6 respostas para Como o Halo salvou Grosjean

  1. Pingback: Hamilton com Covid-19. Quem corre em seu lugar? | JOSEINACIO.COM

  2. Pingback: Com Russell e Bottas sob pressão. Fittipaldi e Aitken na “guerra do fundão”. Entenda os cenários! | JOSEINACIO.COM

  3. Pingback: Equipe “Lamborghini” na Fórmula 1 | JOSEINACIO.COM

  4. Pingback: Acidente de Grosjean e o medo de Jackie Stewart | JOSEINACIO.COM

  5. Pingback: E agora, Bottas? | JOSEINACIO.COM

  6. Pingback: Stock-Car 2021: Barrichello vs Massa! | JOSEINACIO.COM

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s