Hamilton com Covid-19. Quem corre em seu lugar?

NurPhoto/PA Images

Apesar de todos os cuidados que o heptacampeão Lewis Hamilton e a Mercedes notadamente tomaram nos últimos meses, ele foi testado positivo para Covid-19, apresentando sintomas fracos, mas com isso, está oficialmente fora do GP do Sakhir desse fim de semana.

O telefone de Toto Wolff já deve estar tocando mais que rádio, mas quais as reais possibilidades para um substituto de Lewis? Ao meu ver, são essas, em ordem de probabilidade:

Stoffel Vandoorne: O belga e ex-piloto da McLaren que era uma grande promessa mas foi fritado ao lado de Alonso já tem a superlicença, está em forma e tem vínculos com a equipe da estrela, já que compete pela divisão deles na Fórmula E. É a aposta mais provável pelo ponto de vista corporativo e de marketing.

Esteban Gutierrez: O mexicano e ex-piloto da Sauber nunca brilhou, desde 2018 é piloto oficial de desenvolvimento e reserva da equipe prateada, já competindo com o carro atual mas só em categorias de simuladores, mas por não ter andado com o Fórmula 1 (de verdade) ultimamente, teria que correr atrás da necessária superlicença.

Nico Hulkenberg: Alemão como a equipe, é outro que adoraria a chance e tem vantagem sobre os demais por já ter corrido em 3 GP’s com o carro “B” rosa deles esse ano e mostrado sólidos resultados nessas ocasiões, pontuando sempre. Só que ele tem contrato com a Racing Point que precisaria liberá-lo e teria que furar os dois acima que já tem vínculos com a marca da estrela. É quem eu chamaria se não quisesse correr riscos.

George Russell: ele (como todos) adoraria pilotar o carro que lhe daria chances reais de chegar ao seu primeiro pódio e quem sabe até vencer, mas dificilmente a Williams o liberaria, inclusive porque não haveria cláusula no contrato que os obriga a abrir mão de seu melhor piloto num momento que ainda tentam desesperadamente marcar seu primeiro ponto no campeonato, mas vai saber…

Como a Mercedes já está com os títulos de construtores e pilotos desse ano garantidos com folga, eles estão tranquilos e podem ousar a pensar em questões até de marketing nessa escolha, já que não dependem do resultado de quem quer que seja que assuma o carro. Assim, até um quinto e ainda pouco provável nome poderia pipocar por aí, embora não acredite nisso.

COMO EXATAMENTE O HALO SALVOU GROSJEAN

ANÁLISE: O QUE ESPERAR DA ESTREIA DE PIETRO FITTIPALDI NA FÓRMULA 1

ANÁLISE EQUIPE-POR-EQUIPE DO GP DO BAHREIN + TABELAS








Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s