Análise “equipe-por-equipe” do GP do Bahrein 2020 com enorme acidente

Depois de uma batida horripilante de Romain Grosjean na primeira volta, tudo ficou meio dormente por mais de uma hora . Foi uma das piores batidas que já vi na categoria, com seu carro se dividindo ao meio e o cockpit varando as lâminas do guard-rail, engolfado pelas chamas do tanque de combustível rompido, mas mostrando que sua estrutura robusta combinada com o halo foram fundamentais para garantir a continuidade da vida do francês, que emergiu das chamas com apenas poucas queimaduras nas mãos e pés e uma suspeita de fraturas nas costelas.

Mas esse vazamento de combustível e explosão tem que ser estudados para que não se repita, pois se o piloto tivesse desmaiado, quanto tempo os fiscais de pista/médicos demorariam para debelar o fogo até poder acessar o carro para retirá-lo lá de dentro? Com a palavra, a FIA. Vejamos agora como foi o resto da corrida para cada uma das 10 equipes:

MERCEDES: Hamilton foi seguro como sempre e foi tranquilo rumo à vitória, mesmo com bandeira vermelha e o safety-car. Bottas largou mal e ainda teve um pit-stop a mais não programado e com isso fez uma corrida apenas mediana de recuperação.

RACING POINT: O que Perez brilhou na largada e na manutenção do seu terceiro lugar na corrida, perdeu por um problema de motor a poucas voltas do final. Realmente triste. Seria uma pena um piloto desse gabarito ficar sem lugar ano que vem, mas na F1 tem disso… Stroll capotou num toque (de corrida) com Kvyat e saiu. Zicado o rapaz?

FERRARI: Só marcaram um mísero ponto (Leclerc) porque Perez quebro no final. Uma corrida ruim para os italianos que ainda viram seu outro piloto reclamar que o carro estava inguiável e terminar fora da zona de pontos

McLAREN: Ótimos pontos para os pilotos da equipe laranja que largou de posições não tão boas…. Com o quarto lugar de Norris e o quinto de Sainz abriram 17 pontos de vantagem na disputa pelo terceiro lugar do campeonato de construtores

RED BULL: Verstappen foi o de sempre: o melhor depois de Hamilton. Pilotou, assim como o inglês, sozinho a corrida toda e ainda arriscou uma troca de pneus no final para marcar o ponto extra da volta mais rápida. Deu certo. Albon fez uma boa corrida e herdou o pódio do mexicano, mas só porque estava no lugar certo na hora certa. Mérito dele que se fortalece para ficar na equipe ano que vem.

RENAULT: Não tinham um ritmo de corrida tão interessante, mas ainda assim marcaram alguns pontos importantes, sobretudo quando uma de suas rivais mais fortes, a dos carros rosas, ficou zerada.

O que restou do cockpit de Grosjean

ALPHA TAURI: Gasly se destacou de novo e arriscou uma parada só. Deu certo porque teve safety car no final, pois já estava perdendo posições pela falta de pneus, assim conseguiu chegar num sexto lugar que poderia ter virado oitavo. Kvyat se envolveu nos dois acidentes da corrida e, ao meu ver, sem culpa em ambos. De toda forma não ajuda a imagem do piloto demissionário

HAAS: Grosjean nasceu de novo e seu carro acabou. O importante é que está bem e que volte logo (se tiver quebrado costelas ou a mão, não deve correr semana que vem). Magnussen se arrastou com um carro sem potência, que é a realidade das três equipes servidas pelo motor Ferrari.

ALFA ROMEO: Kimi e Giovinazzi tiveram uma corrida disputada com seus rivais, pena que lá atrás. É assim que está, também essa equipe, nesse ano.

WILLIAMS: Outra equipe cujos pilotos estão limitados pelo equipamento ruim, mesmo que com motor bom. Russell ainda chegou bem num décimo segundo posto, mas não passa disso e olhe lá.

Abaixo, a tabela com os resultados completos da corrida e em seguida as tabelas de pontos dos campeonatos de pilotos e construtores atualizadas!

Imagem




1
CAMP. DE CONSTRUTORES:


Mercedes




533
2Red Bull274
3McLaren171
4Racing Point154
5Renault144
6Ferrari131
7AlphaTauri97
8Alfa Romeo8
9Haas3
10Williams0





1
CAMP. DE PILOTOS



Lewis Hamilton






332
2Valtteri Bottas201
3Max Verstappen189
4Daniel Ricciardo102
5Sergio Perez100
6Charles Leclerc98
7Lando Norris86
8Carlos Sainz85
9Alex Albon85
10Pierre Gasly71
11Lance Stroll59
12Esteban Ocon42
13Sebastian Vettel33
14Daniil Kvyat26
15Nico Hulkenberg10
16Kimi Raikkonen4
17Antonio Giovinazzi4
18Romain Grosjean2
19Kevin Magnussen1
20Nicholas Latifi0
21George Russell0
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Análise “equipe-por-equipe” do GP do Bahrein 2020 com enorme acidente

  1. Pingback: O que esperar de Pietro Fittipaldi na sua estreia na Fórmula 1 | JOSEINACIO.COM

  2. Pingback: Como o Halo salvou Grosjean | JOSEINACIO.COM

  3. Pingback: Hamilton com Covid-19. Quem corre em seu lugar? | JOSEINACIO.COM

  4. Pingback: Com Russell e Bottas sob pressão. Fittipaldi e Aitken na “guerra do fundão”. Entenda os cenários! | JOSEINACIO.COM

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s