Ferrari trouxe novidades

ferrariApesar de ficar atrás da dupla da Williams na classificação, a Ferrari está em franca evolução de seu carro, como essas novidades acima deixam claro. A equipe trouxe uma asa dianteira com alguns elementos redesenhados, como o filete externo do elemento onde aparece o nome do banco espanhol, que ganhou um leve recorte em sua parte superior e um pequeno gurney na sua lateral.

Curta nossa página no FACEBOOK e siga-me no TWITTER:@inacioF1

Além disso, a asa-base principal, de cor vermelha, teve aquela sua canaleta junto às extremidades inferiores redesenhada, sendo agora mais arredondada, teve aquele pequeno segundo conjunto de asinhas ganhando mais uma aleta vertical e a lateral (que também tem o nome do banco) perdendo uma aleta horizontal. Por fim os suportes de câmeras foram redesenhados de forma a ficarem mais delgados e parecidos com os da rival Mercedes. Clique na imagem para ampliá-la

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Análise da classificação do GP da Inglaterra

Como sempre tem acontecido desde o ano passado, a Mercedes dominou a classificação da etapa inglesa, e também como sempre, mostrando mais velocidade no Q3, quando a coisa realmente importa. Vamos agora ver “quem ganhou, quem perdeu” nessa fase do final de semana:

Curta nossa página no FACEBOOK e siga-me no TWITTER:@inacioF1

QUEM GANHOU:

  • Lewis Hamilton, ao largar na frente de seu único rival ao título. Só não pode perder a ponta na primeira curva como fez na Áustria.
  • Felipe Massa, com um bom 3º lugar à frente de Bottas.
  • Williams, com seus dois carros à frente das Ferrari, mas na corrida a luta será dura.
  • Kimi Raikkonen, se classificando à frente de Vettel num momento importante para a definição de seu futuro na Ferrari e portando na Fórmula 1.
  • Hulkenberg e Sainz, únicos a passar para o Q3 em suas equipes.

QUEM PERDEU:

  • Rosberg, pela via reversa de Hamilton, mas pode virar o jogo como na Áustria.
  • Ferrari, sendo superada pelas duas Williams quando esperava encostar na Mercedes.
  • Lotus, com seus dois carros eliminados no Q2.
  • Verstappen, não repetindo na classificação o bom desempenho dos treinos livres.
  • Sauber, descendo a ladeira, com Nasr levando a pior internamente hoje.
  • McLaren, ainda lá embaixo na ladeira e ainda cometendo um erro primário de colocar em Alonso um pneu de Button, podendo jogar o espanhol para o fim do grid. Sorte que só ficou na advertência.
  • Merhi, a 2 segundos de seu companheiro de equipe. Certamente teve algum problema.

tab

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários

Schumacher testando a Ligier?

SchumacherTESTligier2O que faz o então recém coroado campeão mundial Michael Schumacher testando o carro 1994 da equipe Ligier? Não, diferente de Alain Prost em 1992, ele sequer considerou SchummyLigiera hipótese de correr pela equipe francesa, mas também andou acelerando o carro deles

Curta nossa página no FACEBOOK e siga-me no TWITTER:@inacioF1

O que ocorreu é que de olho nos então ótimos motores da Renault que também equipavam a rival Williams, Flávio Briatore, então chefão da Benetton, comprou a empobrecida equipe francesa para repassar seu valioso contrato de fornecimento de motores para a sua equipe principal e assim seu primeiro piloto foi dar uma voltinhas com o carro da recém adquirida equipe francesa para ter uma amostra do que eles poderiam fazer sob a sua pilotagem.SchumacherTESTligierAh! Assim que dirigente italiano conseguiu colocar as mãos no contrato da Renault ele revendeu a equipe, que como se sabe, acabou disputando a temporada de 1995 com Olivier Panis e Martin Brundle já sob o comando do ex-diretor da Benetton Tom Walkinshaw com um carro idêntico ao da Benetton-Renault, apenas com algumas adaptações para receber os propulsores japoneses da Mugen-Honda em seu lugar (foto abaixo).

ligier95

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários

GP da Inglaterra – Programação e LINKS de TV

mapaEssa é a programação do GP da Inglaterra de Fórmula 1, corrida numa pista com curvas de alta velocidade que costuma beneficiar carros equilibrados e bem projetados aerodinamicamente (pior para a Sauber cujo carro não evolui faz tempo, por exemplo).

Sexta-Feira:
5:00h-6:30h 1º treino livre (SporTV)
10:00h-11:30 2º treino livre (SporTV)

Sábado:
6:00h-7:00h 3º treino livre (SporTV)
9:00h, treino oficial (SporTV – TV Globo últimos 20 minutos)

Domingo:
9:00h, largada, 52 voltas (TV Globo)
22:00h largada, 52 voltas – REPRISE – (SporTV)*

COMENTAREI OS TREINOS E A CORRIDA NO MEU TWITTER, o @inacioF1

Para acompanhar a cronometragem oficial da F1, clique AQUI! Os LINKS PARA ASSISTIR pelo computador seguem abaixo – É só clicar e fechar as propagandas que aparecem bem no meio da bendita tela da “TV”:

LINK 1      LINK 2      LINK 3      LINK 4      LINK 5 

Se você tiver links melhores, favor repassá-los nos comentários para que possa divulgá-los!
(*) Horário das reprises dependem de confirmação.

Publicado em Uncategorized | 6 Comentários

Equipe de Nasr contrata reforço

Apesar da falta de um orçamento mais robusto, o que acaba por limitar bastante o desempenho de seus carros nas pistas, a Sauber contratou um importante reforço para sua equipe técnica, o que deve agradar Felipe Nasr e Marcus Ericsson.

Curta nossa página no FACEBOOK e siga-me no TWITTER:@inacioF1

O nome desse reforço é Mark Smith, que passa a ser o novo diretor técnico da equipe a partir do dia 13 desse mês. O engenheiro inglês de 54 anos tem longa história na Fórmula 1: trabalhou na Caterham  entre 2011 e 2014, na Force Índia entre 2010 e 2011, na Red Bull entre 2005 e 2008, nos anos finais da Jordan (2004 e 2005), Renault (2000 à 2003) e antes disso novamente na Jordan desde os tempos que era equipe de Fórmula 3000 até a fase vitoriosa de 1999.

Claro que sua chegada não é garantia de transformações imediatas na equipe, mas a esperança é que assim como a chegada de Pat Symonds foi fundamental para repensar processos internos e viabilizar a reação da Williams, Smith possa, ainda que em menor escala, desempenhar semelhante papel transformador na equipe suíça, ajudando-a a entrar nos eixos mesmo com poucos recursos financeiros.

Vale lembrar que por se localizar na Suíça, país que sem tradição nem mercado de profissionais de automobilismo (lá as corridas de carro são proibidas desde 1955) e longe “do coração” das equipes de Fórmula 1  – a Inglaterra – a Sauber tem mais dificuldades em contratar técnicos gabaritados da categoria, pois a obriga a criar seus profissionais “do zero” ou trazê-los de outros países, mas para tal tem que pagar mais caro (e o dinheiro lá está curto) para que eles aceitem se mudar de onde vivem com suas famílias, isso quando aceitam. Tomara que a aposta em Smith se prove acertada.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

2 pilotos, 14 títulos

14 tiítulosNessa foto vemos o hoje sumido Michael Schumacher, heptacampeão da Fórmula 1 (94/95/00/01/02/03/04) Ao seu lado, trocando capacetes, temos o igualmente heptacampeão da MotoGP Valentino Rossi (01/02/03/04/05/08/09), ainda em atividade e vencendo corridas.

Curta nossa página no FACEBOOK e siga-me no TWITTER:@inacioF1

Juntos eles conquistaram 14 títulos mundiais em suas categorias máximas e por coincidência cada um conquistou 2 títulos numa equipe e mais 5 em outra. Ironicamente essa foto histórica da visita do veterano das quatro rodas aos boxes do veterano das duas em 2012, mostra o alemão e o italiano justamente com as roupas das equipes pelas quais não conseguiram reeditar seus melhores dias, Mercedes e Ducati respectivamente.

Rossi hoje lidera o mundial da MotoGP por 10 pontos e tenta seu 8º título e venceu sua mais recente corrida, na Holanda. De Schumacher sabemos muito pouco e nunca mais foi visto desde o trágico acidente de esqui nos alpes franceses que o deixou extremamente limitado neurologicamente ao fim de 2013…

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários

A situação de Kimi Raikkonen

kimi 1 Muito tem se falado nas últimas semanas sobre a situação de Kimi Raikkonen, que por uma razão ou outra não tem apresentado os resultados que se espera de um campeão de Fórmula 1 que até 2013 vencia corridas na sua ex-equipe.

Curta nossa página no FACEBOOK e siga-me no TWITTER:@inacioF1

Desde que voltou à Ferrari Kimi apanhou de seus dois companheiro de equipe, Fernando Alonso em 2014 e Sebastian Vettel esse ano, marcando sensivelmente menos pontos que eles: conseguiu apenas 34% dos pontos do espanhol ano passado e 60% dos do alemão até agora.

kimi2Para piorar sua situação, nas suas duas últimas participações ele rodou sozinho, perdendo um pódio garantido no Canadá e o tirando da corrida no assustador acidente com Fernando Alonso na Áustria. Em ambos os casos ele disse que quando acelerou seu carro ele soltou a potência de uma vez, fazendo-o perder o controle, versão não endossada pela equipe italiana que o deixou falando sozinho sobre essa teoria.

Desde então colunistas e ex-pilotos já se manifestaram abertamente pela substituição do campeão de 2007 da equipe, afirmando que ele estaria sem fôlego, custando caro e até porque está a tomar o lugar de jovens talentosos ou veteranos mais motivados que adorariam ter a chance que hoje ele desperdiça, dando início a uma série de rumores que também valorizam esses pilotos em suas negociações para a próxima temporada (Bottas, Ricciardo, Hulkenberg e até Button).

kimi 3Agora o veterano está claramente pressionado a encaixar uma série de bons resultados que prove para a Ferrari que ele ainda está motivado e concentrado o suficiente para continuar na equipe em 2016, visto que a opção de renovação do seu atual contrato expiraria no fim de agosto.

E para reforçar suas chances Vettel já saiu em sua defesa dizendo que o quer ao seu lado por razões bastante legítimas que podemos supor:

  1. Ele realmente se dá bem com o finlandês dentro e fora das pistas, o que é importante para o sucesso do trabalho em equipe;
  2. Ele acredita que Kimi pode sim reagir, pois não “desaprendeu” a ser rápido e está apenas numa fase ruim e por fim;
  3. Por fim – e isso é apenas uma teoria – porque no íntimo Vettel acreditaria que mesmo reagindo, Kimi não seria uma ameaça tão forte à sua condição de líder e piloto mais rápido da equipe,  algo que poderia mudar com chegada de algum piloto jovem e motivado para provar seu valor (que diga Ricciardo na Red Bull em 2014).

Mas o fato final é que a permanência de Kimi Raikkonen na Ferrari e assim na própria Fórmula 1 só depende dele, que por ter tratamento igualitário e um equipamento sabidamente projetado considerando também o seu estilo de pilotar tem todos os instrumentos para reagir, só precisa acertar com a cabeça. O primeiro teste de fogo já é nesse fim de semana no GP da Inglaterra.

Publicado em Uncategorized | 7 Comentários

Max e Jos Verstappen aceleram seus F1 juntos

Jos-Max ZandvortA Red Bull reuniu num evento promocional o jovem Max Verstappen e seu pai Jos Verstappen para acelerar juntos seus carros de Fórmula 1. Max andou com um carro 2012 da Toro Rosso (na verdade se você reparar bem você perceberá que é a Red Bull 2012 com as cores da Toro Rosso).

Curta nossa página no FACEBOOK e siga-me no TWITTER:@inacioF1

Jos por sua vez conseguiu caber dentro de sua velha Minardi 2003, carro que pilotou em sua última temporada na Fórmula 1 (ele não coube na Jordan de 2004 quando a equipe o considerou para um substituição). O palco desse encontro de gerações foi a histórica pista holandesa de Zandvoort, que já recebeu corridas da categoria no passado.

zand

Publicado em Uncategorized | 5 Comentários