GP da Hungria – Programação e LINKS de TV

hungriaEsses são os horários do GP da Hungria de Fórmula 1 nesse final de semana - horário de Brasília. A pista é bem travada e mesmo com duas zonas de DRS tem poucos pontos de ultrapassagem, então uma boa classificação se torna ainda mais importante. A atenção ao desgaste dos pneus, já que o tempo é quente costuma pesar bastante, mas a chances de chuva são bem altas para os 3 dias de atividades. Sem grandes trechos de alta velocidade, nessa pista a força do motor pesa menos e a eficiência aerodinâmica mais, o que poderá colocar a Red Bull numa situação um pouco melhor.

IMPORTANTE: Como a Rede Globo agora NÃO transmite mais a íntegra da classificação mas apenas os 12 minutos finais, use os links de TV abaixo para acompanhar pelos outros canais que ainda o fazem ao vivo (SporTV e gringos):

  • Sexta-feira: 
    5h-6:30h, 1º treino livre (SporTV)
    9h-10:30h, 2º treino livre (SporTV)
  • Sábado: 
    6h-7h, 3º treino livre ()
    9h, Classificação (SporTV e só o Q3 na Rede Globo)
    20h – treino oficial – REPRISE - (SporTV)*
  • Domingo:
    9h, largada, 70 voltas (Rede Globo)
    23:30h largada, 70 voltas – REPRISE - (SporTV)*

COMENTAREI OS TREINOS E A CORRIDA NO MEU TWITTER, o @inacioF1
Para acompanhar a cronometragem oficial da F1, clique AQUI!

Os LINKS atualizados PARA ASSISTIR PELO COMPUTADOR seguem abaixo – É só clicar e fechar as propagandas que aparecem bem no meio da bendita tela da “TV”:

LINK 1      LINK 2      LINK 3      LINK 4      LINK 5      LINK 6

Se você tiver links melhores, favor repassá-los nos comentários abaixo que eu os coloco aqui! 

(*) Horário das reprises dependem de confirmação.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Williams vestida para o calor

WILLI
Separei essas imagens comparadas da última corrida e acabei nem as colocando no ar, mas aí vão! Elas mostram a Williams de Felipe Massa e Valtteri Bottas com uma carenagem especial para pistas muito quentes, onde a ventilação do motor se torna vital para que ele não vá pelos ares.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

A solução da Williams foi fazer uma série de aberturas, como pequenas guelras (ou ralador de queijo, o paralelo que preferir) na parte superior traseira de sua carenagem, para ajudar na dissipação do calor, clique mas imagens para ampliar e compare com a mesma peça vista na etapa anterior:

Publicado em Uncategorized | 3 Comentários

Equipes preocupadas com troca de peças

lotusCom a chegada das férias de verão européia e da Fórmula 1 algumas equipes estão preocupadas com a durabilidade de seus carros. Como sabemos, várias peças deles só podem ser trocadas “impunemente” por até 5 vezes ao longo do ano e várias delas já estão perto desse limite, que uma vez ultrapassado acarretará em punições para os pilotos, como estipula o regulamento técnico da categoria:

  • Troca de toda a unidade de força (motor gasolina/elétrico): o piloto deverá largar da saída dos boxes.
  • A sexta troca de qualquer dessas peças é trocada: Perda de 10 posições no grid.
  • A sexta troca que qualquer outra peça é trocada: Perda de 5 posições no grid.
  • A sétima troca de qualquer dessas peças é trocada: Perda de 10 posições no grid.
  • A sétima troca que qualquer outra peça é trocada: Perda de 5 posições no grid.

Abaixo vemos uma tabela de como está a situação de todas essas peças em todas as equipes até antes do início das atividades de pista do GP da Hungria, e já podemos concluir que vários pilotos devem estar perdendo o sono com as perdas iminentes, sobretudo Maldonado, Vergne e Kvyat.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1
TAB

Publicado em Uncategorized | 3 Comentários

Alonso pode sair da Ferrari… para Williams?

alonso2Ninguém da imprensa sabe exatamente como são os detalhes dos contratos dos pilotos com suas equipes, mas um numero significativo de jornalistas acreditam que Fernando Alonso teria uma cláusula no documento que o liga à Ferrari que o liberaria de multa contratual caso a equipe não esteja no mínimo entre as 3 primeiras na tabela de construtores até uma data “X”, que muitos acreditam ser o fim de julho.

Pois bem, a Ferrari atualmente está na quarta colocação e a Williams, que a passou na tabela, não dá mostras de que vai tropeçar tão cedo a ponto de permitir a retomada do 3º lugar tão cedo, vindo inclusive com um grande pacote de novidades para estrear nesse GP da Hungria.

Caso Alonso decida sair da escuderia italiana que continuamente lhe promete “que no ano seguinte tudo será melhor” e nunca cumpre, e com as portas de Mercedes e Red Bull aparentemente fechadas, as opções de Alonso poderiam ser a McLaren, que não nega querê-lo de volta e… a Williams! Claro que as chances dessa última escolha ocorrer são muito pequenas, pois por melhor que a Williams esteja esse ano nada garante que o quadro se repita no ano que vem – lembram da meteórica Sauber de 2012? De lá para cá só desandaram…

A McLaren vem com a Honda e um caminhão de dinheiro, sendo uma opção bem mais realista para o espanhol, mas vamos nos aprofundar nessa saborosa mas improvável teoria da Williams considerada também pelo respeitado jornalista Joe Saward: caso ele fosse para lá, seria na vaga de quem? Felipe Massa tem tropeçado esse ano, mas tem contrato até 2015 e a Williams costuma respeitá-los. Assim, ter Fernando Alonso poderia ser valiosíssimo, mas dentro dessa já remota possibilidade, essa vertente seria ainda menos provável. A vaga de Alonso, então, poderia ser a atual de Valtteri Bottas, cujo passe está bastante valorizado e poderia garantir algum dinheiro para a equipe caso ele negociem seu passe.

Para Alonso seria uma grande aposta, mas certamente sua presença garantiria para a Williams novos patrocinadores e/ou um substancial aumento de valores dos atuais, garantindo ainda melhores condições técnicas para se restabelecer entre as equipes de ponta e Fernando ainda trabalharia ao lado de Felipe Massa, seu ex-companheiro com que se dá muito bem e com o chefe Pat Symonds, seu antigo chefe dos tempos de Renault e um dos responsáveis pela virada da equipe inglesa.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Repito, isso é apenas uma improvável teoria que estou dividindo com vocês: não ouvi rumor algum a esse respeito – só teorias de jornalistas gabaritados como a de Saward – nem creio que Alonso tenha se reunido com representantes da equipe inglesa, devendo mesmo continuar na Ferrari, mas que seria uma tremenda sacudida no mercado de pilotos, seria.

E você, gostaria de ver Alonso na Williams, McLaren ou ainda na Ferrari?

Publicado em Uncategorized | 17 Comentários

Massa e Raikkonen sob pressão

kimassa Felipe Massa e Kimi Raikkonen mudaram de equipes em 2014 esperando por uma situação de maior competitividade e de mais sucesso em suas carreiras, mas por enquanto e por motivos diferentes, não é o que está acontecendo. Felipe Massa foi demitido da Ferrari por não conseguir acompanhar Fernando Alonso na missão de marcar muitos pontos, o que era ruim para a equipe que acabava dependendo muito do espanhol que teria em Kimi Raikkonen um companheiro à altura, muitos acreditavam. kimi Só que não foi bem isso que aconteceu: Esse ano Alonso já marcou mais de 5 vezes o número de pontos do finlandês, que não se entende com (mais um) carro deficiente da equipe italiana, diferente de Alonso, que consegue sempre extrair o máximo dos carro que tem, mesmo que ele seja um cortador de grama. Kimi, entretanto, continua com prestígio interno em alta e é garantido para 2015, onde deverá ter um carro que já considera também seu estilo de pilotagem.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Felipe Massa foi para a Williams atrás de um necessário renascimento na carreira e conseguiu: a equipe fez seu melhor carro desde os anos de parceria com a BMW e é atualmente a segunda força do grid, só atrás da poderosa Mercedes, só que Felipe está numa maré de azar e infelicidade que está derrubando seu potencial: trocas de pneus mal sucedidas, decisões erradas da equipe nas estratégias de classificação ou corrida e em 4 corridas saiu da prova por acidentes, sendo que em três delas muitos ficaram com a impressão que ele poderia ter evitado isso.

No Canadá poderia ter usado uma dose maior de cautela e dado ainda mais espaço para o carro de Perez naquela dividida. Em Silverstone foi apanhado pelo carro rodado de Kimi, mas se tivesse largado bem, como Bottas, não teria sequer presenciado a batida, uma vez que estaria à sua frente – ok, seu câmbio deu xabú na largada… Por fim, agora na Alemanha, com a visão obstruída pelo carro de seu companheiro, fez uma curva em cima da McLaren de Magnussen, não antevendo que numa largada as chances de ter alguém do lado de dentro da primeira curva que eram enormes e com isso zerou mais uma vez. massa O resultado é que Bottas já soma mais de 3 vezes o seu total de pontos e emendou 3 pódios seguidos, colocando mais pressão ainda nos ombros do brasileiro que precisa se acertar com o zodíaco e voltar a pontuar agora no GP da Hungria, de preferência à frente de seu companheiro para justificar a condição de primeiro piloto que mereceu quando chegou.

Se Massa estivesse pontuando como poderia, a Williams poderia estar encostada, senão à frente da Red Bull na tabela de pontos e se Raikkonen também o fizesse, a Ferrari é que estaria bem nessa milionária disputa pela vice-liderança.

Concluindo, ambos estão com contratos seguros com suas equipes para o ano que vem, mas no caso de Kimi Raikkonen a solução talvez só venha em 2015 mesmo, já que esse carro da Ferrari não deve mudar muito e já se concentram no carro de 2015, onde o motor deverá ser bem diferente e melhor que o atual e o chassis vem sendo projetado também levando em conta o estilo do finlandês. Para Felipe Massa, entretanto, a solução é rápida e fácil uma vez que seu carro já é bom, a equipe o valoriza e ele está bem à vontade ao volante, bastando “apenas” a urucubaca passar e não se envolver mais em nenhuma batida daqui pra frente. Tomara!

Publicado em Uncategorized | 17 Comentários

McLaren estreia asa com dentes

MCLasa
Ainda sofrendo uma temporada baste ruim apesar do já distante pódio duplo na Austrália, a McLaren estreou em seu carro na pista alemã uma nova asa traseira com “dentes” na parte inferior da asa móvel na sessão em que ela se encontra com a asa-base, também dentilhada em sua parte de cima (entre as palavras “Johnnie” e o “Walker”, como vemos nas imagens comparadas acima).

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Além disso as laterais dela também ganharam outros “dentes”, na verdade uma sucessão de pequenas aletas de modo a melhorar o fluxo de ar naquela região. Se o resultado na pista não encheu os olhos ao menos ajudou a colocar Kevin Magnussen numa boa segunda fila na classificação e garantir que tanto o dinamarquês como o pressionado Jenson Button terminassem a corrida na zona de pontos.  Clique na imagem para ampliá-la!

Publicado em Uncategorized | 3 Comentários

A dancinha de Ricciardo

É, não podemos dizer que Daniel Ricciardo não é uma pessoa feliz ou divertida. Com essa dancinha requebrante provavelmente ele estava apenas tentando – aparentemente sem muito sucesso – extrair um sorriso do sisudo engenheiro de sua equipe, pena para ele que alguém da transmissão oficial filmou esse seu momento “inspirado” nos treinos da sexta-feira!

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

Publicado em Uncategorized | 6 Comentários

GP da Alemanha – Análise da corrida

Formula One World Championship 2014, Round 10, German Grand PrixE mais uma vez a nação Alemã tem razões para celebrar! Agora seu piloto Nico Rosberg venceu sua primeira corrida em casa, também a primeira de uma equipe alemã em solo alemão com um piloto alemão em décadas! Mas dali para trás as coisas foram mais interessantes! Vamos agora à nossa tradicional “análise equipe-por-equipe” do GP da Alemanha de Fórmula 1:

MERCEDES: Nico Rosberg largou em primeiro e em primeiro chegou sem dificuldade alguma ao passo que Hamilton fez uma ótima corrida de recuperação até empacar em um sempre inspirado Bottas. O inglês, aliás, ainda poderia ter sido ajudado por um safety-car que estranhamente não foi usado com o abandono do carro de Sutil no meio da pista numa evidente situação de risco num raro e temerário esforço da FIA em não interferir no possível resultado da corrida. Complô contra Hamilton? Não creio, mas que foi estranho foi sim.

ALE1WILLIAMS: Em mais uma dupla posição de largada boa a Williams só capitalizou com um carro, Bottas, que segurou bravamente Hamilton e sua Mercedes atrás de si até o final. Massa se envolveu num acidente (veja AQUI) com Magnussen logo na primeira curva e culpou o dinamarquês por algo que não deveria. Foi um acidente de corrida mas em última análise, se alguém não foi culpado é Magnussen, que já estava na curva quando Massa foi para cima dele (tanto que é a roda de Massa que passa por cima do outro carro, não o contrário, indicando que a McLaren já estava lá). Repito, foi acidente de corrida, graças à pouca visibilidade desses carros. O fato é que de novo Massa saiu da corrida e não marcou pontos importantes para a sua equipe. Que na Hungria isso mude!

ALE2RED BULL: Enroscado na confusão da primeira curva Ricciardo caiu lá para trás, mas veio se recuperando e protagonizou ao lado de Alonso o melhor pega da corrida e conseguiu salvar o 6º lugar, ao passo que Vettel numa corrida sem percalços conseguiu superar o espanhol e chegou em 4º. Na Hungria devem ir um pouco melhor já que o motor lá não é tão preponderante.

FERRARI: Alonso sempre tirando leite de pedra, batalhando arduamente com toda a sua categoria para passar ou – ultimamente – para não ser passado na pista chegou num nobre 5º lugar com seu deficiente carro. Raikkonen, coitado, que virou recheio de sanduíche duas vezes (vejas duas fotos) e teve sua asa dianteira danificada chegandoFormula One World Championship 2014, Round 10, German Grand Prix fora da zona de pontos e assim soma menos de 1/5 dos pontos de seu companheiro e com isso a Williams já os passou na tabela de construtores…

FORCE ÍNDIA: A equipe indiana começou o ano com uma das possíveis candidatas à segunda força, mas hoje parece que disputas posições menos destacadas uma vez que Red Bull e Williams a superaram com certa facilidade. Hulkenberg mais uma vez nos pontos, logo 6 deles e Perez com outro pontinho solitário ajudam a equipe abrir uma esquálida vantagem para a McLaren na tabela (veja abaixo), mas se não reagirem logo, isso deve mudar.

McLAREN: tinha tudo para superar a Force Índia na disputa dos pontos, mas a batida de Massa e Magnussen na primeira volta pois tudo a perder, com o seu piloto ainda conseguindo se recuperar e chegar em 9º, logo atrás de Button, que não estava lá uma Brastemp. Dizem que um patrocinador principal da equipe deve ser anunciado em breve. será?

Formula One World Championship 2014, Round 10, German Grand PrixLOTUS: Parece que a equipe que já não      estava muito bem foi bem prejudicada com o fim da tal suspensão FRIC e ficou ainda mais atrás do pelotão. Grosjean abandonou quando fazia o que podia e Maldonado, que já saiu dizendo que fica na equipe em 2015, cumpriu tabela.

TORO ROSSO: Kvyat foi otimista e ingênuo ao tentar passar Perez por fora e ainda o fechando, conclusão: rodou perdendo posições e quando tentava subir o pelotão de novo seu carro ainda pegou fogo num belo e perigoso espetáculo! Vergne, cada vez mais ameaçado na equipe, cumpriu tabela sem brilho.

Formula One World Championship 2014, Round 10, German Grand PrixSAUBER: Segundo Sutil essa foi a primeira corrida em que conseguiu acompanhar seus rivais, ainda que nem sempre à frente deles… Logo depois abandonou no meio da pista num lance que claramente exigia o safety-car, que sabe-se lá porque não veio… Gutierrez fez o dele, ficando à frente das nanicas.

MARUSSIA e CATERHAM: Mais do mesmo: figuração no fundo do pelotão, com Bianchi à frente.

Curta a página do BLOG no FACEBOOK clicando AQUI e siga-me no Twitter: @inacioF1

TAB

Publicado em Uncategorized | 12 Comentários